Marca própria de café é tendência para subir valor do produto

Produtores de Caconde (SP) mostram benefícios e cuidados para lançar uma marca própria de café no mercado

cafe-especial-torrado-em-grao-100-arabica-serie-exportacao-cafe-especial

O mercado do café passa por transformações, mas também vê surgirem novas oportunidades para o produtor rural, especialmente aquele focado em agricultura familiar. De acordo com Ademar Pereira, presidente do sindicato rural de Caconde (SP), investir na criação de marca própria não só aumenta o valor do produto, como o aproxima do consumidor final.

No município, a tendência de selo exclusivo surgiu com a alta produção local, que teve aumento de 7% na área plantada, passando de 7 mil hectares para 12 mil hectares. O resultado disso foi uma colheita de 18 mil toneladas de café na última safra. Vale lembrar que a região tem como característica o cultivo de café de montanha, mas seus 1100 metros de altitude também são ideais para a produção de café arábica.

“Isso foi berço da qualidade do café e para cultivo das propriedades. Então, a agricultura familiar, o manejo, o esmero, isso tudo tem ganhado destaque de maneira nacional e internacional”, disse Pereira, à reportagem do Canal Rural. Dessa maneira, com marca própria, o homem do campo pode valorizar sua produção, reduzir a negociação com intermediários e, assim, ver seu lucro aumentar.

“Eu iniciei com essa ideia, através de um curso do SENAR-SP de turismo rural, onde a gente fez o resgate da cafeicultura de Caconde. Isso despertou a possibilidade de agregar valor ao meu produto. E foi nesse curso que preparei o meu produto para que eu pudesse comercializar”, contou a produtora rural Rosalina Dias.

Dica do Sebrae

Porém, o gerente regional do Sebrae, Marcos Kremer, aponta os cuidados que o produtor deve tomar ao lançar sua própria linha de café. “Não adianta criar uma marca se não tiver qualidade. Por isso, a gente tem que sempre orientá-lo a melhorar o processo de produção. Melhorar a qualidade do café dele, para ele poder ter esse valor agregado do café”, afirmou.

Além disso, Kremer ressalta que o ideal é explorar uma mesma marca, pois a criação de diversas linhas de produtos acarreta mais gastos com registro e divulgação.

Abaixo, veja a matéria completa do Rural Notícias:

Notícias Relacionadas:

SENAR-SP: curso de artesanato com folhas gera oportunidades a produtores

SENAR-SP: curso de artesanato com folhas gera oportunidades a produtores

Além de trazer uma nova fonte de renda para o meio rural, programa de ensino proporciona o resgate cultural às regiões

SENAR-SP explica o que fazer para obter mais vacas em lactação

SENAR-SP explica o que fazer para obter mais vacas em lactação

Número de animais em condições para produção de leite determina rendimento da propriedade

Saiba como conseguir qualidade em cafés naturais

Saiba como conseguir qualidade em cafés naturais

Com a safra castigada pela estiagem do ano anterior, agricultor precisa extrair produtos de alto nível para melhorar renda