Confira 5 dicas para evitar perda de água em viveiro escavado

Para que você tenha produtividade e lucratividade, vale a pena tomar cuidado para reduzir o desperdício no viveiro escavado

Confira 5 dicas para evitar perda de água em viveiro escavado

Na semana passada trouxemos uma matéria sobre a produção de peixe panga, que pode render até 200 toneladas em apenas 1 hectare de viveiro escavado. Porém, para que você atinja essa produtividade e, com ela, receba também toda a lucratividade oferecida pelo cultivo da espécie asiática, é preciso adotar boas práticas na piscicultora. Nesse post, traremos 5 dicas simples e rápidas para evitar perda de água em viveiro escavado!

Confira logo abaixo:

Atenção com infiltrações

É preciso ter cuidado quando implementar os tanques, especialmente se você for usar águas subterrâneas como fonte de abastecimento. No Brasil, há incertezas sobre a viabilidade de empreendimentos que usam somente águas subterrâneas. Além disso, vale ficar atento com o consumo de energia para acionar as bombas que mantêm a quantidade necessária de água para a produção.

Veja as condições do solo

Retire pedregulhos, raízes e matéria orgânica da área em que for construir seu viveiro, pois o ideal é deixar no local apenas material sólido homogêneo. Para fazer essa limpeza, é indicada a realização de uma gradagem dos primeiros 15 centímetros do solo, coletas de amostras e verificação da sua composição física. O solo deve ter entre 15% e 30% de argila em sua composição.

Cuidado com solos argilosos

A argila conta com formato e cargas elétricas que colaboram com a impermeabilidade do solo. Entretanto, nas diversas regiões de São Paulo, é possível encontrar terrenos com textura mais sujeita a infiltrações. Mas, junto ao sindicato rural de seu município, você consegue saber sobre técnicas que diminuem esse risco.

Obstrução de poros

Caso o solo onde for feito o viveiro apresente muitos poros, aconselha-se a aplicação de matéria orgânica no fundo do tanque. É indicado a utilização de esterco umedecido – se possível, bovino.

Revestimento dos tanques

Uma prática que pode render resultados positivos é o revestimento de tanques, com a aplicação de solo-cimento sobre o fundo do viveiro. As misturas variam de 3 a 11 partes de solo para uma de cimento. Após esse procedimento, é preciso fazer a mistura com água e aplicar no fundo do tanque. Assim, você evita infiltrações e que os peixes tenham contato direto com o solo.

Notícias Relacionadas:

Seguro rural: governo paulista não libera sua participação e preocupa produtores

Seguro rural: governo paulista não libera sua participação e preocupa produtores

Falta de repasse de recursos do governo de São Paulo e início do inverno ameaçam fruticultura em Indaiatuba

Técnica Rural: 3 coisas que você precisa aprender sobre organização comunitária

Técnica Rural: 3 coisas que você precisa aprender sobre organização comunitária

Assista a uma vídeo-aula exclusiva ministrada pelo SENAR-SP

Conheça 3 formas de manter pastagens disponíveis no inverno

Conheça 3 formas de manter pastagens no inverno

Instrutor do SENAR-SP mostra como é possível alimentar a boiada na estação mais fria do ano