Veja quais são as principais doenças que afetam o gado de leite

Para garantir a produtividade e rentabilidade da propriedade, você precisa conhecer as doenças que ameaçam o rebanho

Veja quais são as principais doenças que afetam o gado de leite

A saúde e o bem-estar do rebanho são essenciais para garantir a boa produtividade da sua propriedade, assim como ajudam a evitar despesas adicionais com veterinários, medicamentos e até com a reposição de animais. Por isso, é necessário atentar para o estado do gado de leite e conhecer as doenças o atingem com mais incidência.

Abaixo, listamos as principais doenças que afetam o gado de leite:

Febre aftosa

Doença viral transmitida pela baba ou sangue de animais infectados – assim como pela água, aves e por pessoas que têm contato com o rebanho –, a febre aftosa tem como sintomas a falta de apetite, aftas na boca, gengiva e língua, febre e machucados no casco. Para sua cura, é preciso tratar os machucados dos animais afetados e os tônicos cardíacos com medicamentos.

Brucelose

Causada pela bactéria Brucella abortus, essa doença contamina animais por via oral ou no parto de animais infectados. Há também casos de contaminações em inseminações artificiais, quando o sêmen contaminado é depositado direto no útero da vaca. Os sintomas são o aborto no final da gestação ou o nascimento de bezerros mortos ou fracos, isso nas fêmeas. Nos machos, há a inflamação dos testículos. A brucelose também torna os animais inférteis.

Mastite

A mastite é uma inflamação da glândula mamária das vacas que ocorre durante problemas na ordenha, por conta de falta de higiene do ordenhador ou do ambiente em que os animais são tratados. Os sintomas da mastite incluem úbere inchado, avermelhado e quente, bem como perda de peso. Enquanto isso, o leite do animal contaminado pode sair aguado ou mais grosso, com coágulos ou flocos.

Tuberculose

Com infecção pelo ar (por meio de gotículas em suspensão ou por inalação de pó contaminado) ou ingestão de leite contaminado – no caso de bezerros –, a tuberculose tem sinais pouco perceptíveis, tendo perda de peso e tosse como sintomas. Além disso, não há tratamento ou vacina contra esta doença.

Verminose

Sem sintomas aparentes, a verminose na maioria das vezes é notada quando está em estágio avançado. Em casos mais graves, ela pode levar animais à morte. Para proteger seu rebanho, é preciso vermifugar os animais na época correta, seguindo as orientações de sua região.

Babesiose

Doença causada pelos parasitas Babesia divergensBabesia bigemina ou Babesia bovis, a Babesiose tem seu contágio feito por carrapatos e provoca a destruição das células vermelhas – o que leva a uma forte anemia hemolítica. O diagnóstico pode ser difícil, pois somente 1% dessas células costuma ser infectada. No entanto, os sintomas são evidentes, porque incluem emagrecimento, batimentos cardíacos acelerados, febre, coagulação intravascular disseminada e quebra de leite.

Notícias Relacionadas:

Seguro rural: governo paulista não libera sua participação e preocupa produtores

Seguro rural: governo paulista não libera sua participação e preocupa produtores

Falta de repasse de recursos do governo de São Paulo e início do inverno ameaçam fruticultura em Indaiatuba

Técnica Rural: 3 coisas que você precisa aprender sobre organização comunitária

Técnica Rural: 3 coisas que você precisa aprender sobre organização comunitária

Assista a uma vídeo-aula exclusiva ministrada pelo SENAR-SP

Conheça 3 formas de manter pastagens disponíveis no inverno

Conheça 3 formas de manter pastagens no inverno

Instrutor do SENAR-SP mostra como é possível alimentar a boiada na estação mais fria do ano