Entenda como funcionam as 4 modalidades de licitação para vender ao governo

Cartilha do SENAR-SP ensina como vender ao governo em licitações por convite, tomada de preços, concorrência e pregão

modalidades-de-licitacao

Vender ao governo pode ser uma forma segura e lucrativa para o produtor rural, mas é importantíssimo saber os caminhos que se precisa percorrer. No post anterior (clique aqui para conferir), mostramos tudo que você precisa considerar antes de procurar por esta forma de negociação. Agora, iremos detalhar como funcionam as licitações.

Vale ressaltar que as licitações são constituídas por procedimentos formais, em que ficam registrados de forma objetiva quais os critérios solicitados e procedimentos necessários para apresentação de propostas e lances. E elas podem ser apresentadas em quatro diferentes modalidades, que são: convite, tomada de preços, concorrência e pregão.

Abaixo, veja os detalhes de cada uma delas:

Convite

É a modalidade de licitação mais simples, realizada para aquisição de produtos com valor de até R$ 80.000,00 por processo. Aqui, o órgão contratante convida, pelo menos três empresas entre os interessados do ramo para apresentar ofertas à administração sobre o objeto contratual. Não há edital, mas sim carta convite que é o instrumento convocatório.

Tomada de preços

Esta modalidade de licitação é usada em contratações em que os preços estejam entre R$ 80.000,00 e R$ 650.000,00. É importante frisar que o produtor para participar desta modalidade deve estar previamente cadastrado.

Concorrência

Essa de licitação é direcionada para a compra de materiais e serviços em que o valor fique acima de R$ 650.000,00, mas a lei permite que se faça para qualquer valor de contratação. Para participar, o produtor não necessita de um cadastro prévio, bastando atender às exigências do edital.

Pregão

É a modalidade de licitação utilizada para fornecimento de bens e materiais comuns. Além disso, ela é aplicável a qualquer valor estimado de contratação, sendo a mais usada hoje. Aliás, o pregão pode ser realizado de forma presencial, bem como de maneira eletrônica.

Para mais dicas de como vender ao governo, acesse o link abaixo para fazer o download da cartilha desenvolvida pelo SENAR-SP:

https://cms20.simplesnologia.biz/Arquivos/PARCEIROS_ANEXOS/Original/020480001_0.pdf

Notícias Relacionadas:

Seguro rural: governo paulista não libera sua participação e preocupa produtores

Seguro rural: governo paulista não libera sua participação e preocupa produtores

Falta de repasse de recursos do governo de São Paulo e início do inverno ameaçam fruticultura em Indaiatuba

Técnica Rural: 3 coisas que você precisa aprender sobre organização comunitária

Técnica Rural: 3 coisas que você precisa aprender sobre organização comunitária

Assista a uma vídeo-aula exclusiva ministrada pelo SENAR-SP

Conheça 3 formas de manter pastagens disponíveis no inverno

Conheça 3 formas de manter pastagens no inverno

Instrutor do SENAR-SP mostra como é possível alimentar a boiada na estação mais fria do ano