Mercado de leilões virtuais cresce 320% durante pandemia

De abril a julho de 2020, somente no Lance Rural, plataforma online do Canal Rural, foram realizados 146 pregões, contra 35 no mesmo período de 2019

leilões virtuais gado de corte

A tecnologia dos smartphones tem ajudado os pecuaristas a fechar negócios durante a crise da Covid-19. Nesse sentido, o mercado de leilões virtuais cresceu durante a pandemia.

Há 28 anos, toda segunda-feira, o encontro acontecia para mais um leilão presencial de gado de corte em Nhandeara, interior de são paulo. No entanto, com a pandemia, os pregões foram suspensos e para dar continuidade aos negócios, a tecnologia foi a solução. Desde abril os remates estão sendo realizados virtualmente pelo Lance Rural, plataforma de transmissões online do Canal Rural.

De acordo com a Arariba Alves Ferreira, diretor da leiloeira responsável pelos pregões virtuais de Nhandeara, o formato tem sido um sucesso, alcançando quase 100% de liquidez.

“No início, o pessoal tinha um pouco de desconfiança em trazer e comprar gado. Foi um período de adaptação, mas depois de 30 a 40 dias o pessoal já se sentiu aquela firmeza de adquirir animais”, comentou.

“Então, hoje nós voltamos a trabalhar normal com 1.200 a 1.500 animais no recinto e com uma venda permanente de 80, 85 e até 90%”, acrescentou.

Pecuaristas de Nhandeara contam com apoio da Faesp durante pandemia

Com o isolamento social, ficaram suspensos qualquer tipo de evento. Para amenizar os prejuízos da pandemia e viabilizar os leilões online de Nhandeara e região, a intermediação da Federação de Agricultura e Pecuária do estado de São Paulo (Faesp) junto a Secretaria de Agricultura do município e o o apoio do Canal Rural foram fundamentais para que o Sindicato Rural de Nhandeara pudesse realizar os pregões.

Leilões virtuais vão continuar pós-pandemia

As vendas deram tão certo que esse modelo de comercialização online vai continuar pós-pandemia.

“Essa evolução, para nós, foi uma coisa muito boa. Nós estamos em casa ou na fazenda e assistindo os leilões e comprando os gados que chegam aqui da melhor forma possível. Não precisamos viajar, não precisamos correr risco de estrada, então, é uma tecnologia que chegou para ficar, ressaltou Arariba.

App do Lance Rural permite navegação simultânea durante leilões

A tecnologia mudou o jeito de fazer leilão pela internet. Agora dá pra assistir os vídeos dos lotes, conferir a ordem de entrada e até dar o lance, tudo pelo celular.

Mas não para por aí. A grande novidade é que também é possível navegar de forma simultânea em outros aplicativos no celular, como falar com a leiloeira, por exemplo, sem perder a conexão com o leilão.

Segundo Plínio Queiroz, diretor de pecuária do Canal Rural, essa novidade é a que mais agradou os clientes.

“Dentro do aplicativo tem um botão do WhatsApp que cai direto na mesa operadora da leiloeira. Então, você consegue lançar via WhatsApp, sem sair da programação porque você fica escutando o leilão. Essa é a grande novidade que o Lance Rural tem que os outros aplicativos no mercado não tem.

Pregões virtuais registram crescimento de 320% durante pandemia

De abril a julho de 2020, somente no Lance Rural, foram realizados 146 pregões. No mesmo período de 2019, foram 35. O resultado registra um crescimento de 320%.

De acordo com Plínio, esse formato vai continuar aquecido pós-pandemia.

“O mercado entendeu porque todo mundo já sabe pilotar um celular hoje. Você pega uma criancinha e ela já faz tudo no telefone e nosso cliente não é diferente. Esse crescimento do Lance, tem essa força e também o mercado está ajudando, então, eu acredito que isso vai se manter mais, mais e mais”, finalizou.

Notícias Relacionadas:

Pousada ao pôr-do-sol com árvores é opção para turismo rural

Inovação ajuda na retomada de turismo rural em São Paulo

Demanda por turismo rural deve aumentar com a flexibilização das atividades no estado

Preço da batata sobe

Falta de chuva faz preço da batata subir 76% em outubro

Cepea/Esalq prevê manutenção da valorização dos preços nos próximos meses devido ao “adiantamento da colheita” e baixo volume de chuva

Família Nação Agro explora mercado de cogumelos, apicultura e turismo rural

Durante a semana, projeto do SENAR-SP visitou os municípios de Sorocaba e Ubatuba