Higiene da ordenha é fundamental para qualidade do leite

Com boa higiene sanitária da ordenha é possível reduzir a contagem de células somáticas (CCS) e, com isso, aumentar a remuneração

produtividade leite
Uma das maiores preocupações com a ordenha é com a higiene, pois isso é fundamental para a qualidade do leite.
Quem trabalha com leite sabe muito bem a importância de uma baixa contagem bacteriana total (CBT) e isso, é, principalmente, fruto da higiene da ordenha. É possível dizer que a higiene é responsável por 99,9% da contagem de células somáticas (CCS).
De acordo com Eliana Gomes Barreto Garcia, coordenadora do sindicato rural de Presidente Venceslau, neste sentido, é preciso sempre revisar todos os processos durante a produção de leite.
“Tem que ter uma higienização na hora da ordenha, isso é muito importante para a qualidade do leite e para o próprio cliente, para quem vai estar consumindo esse alimento”.
 “É muito importante para manter a questão da qualidade ter, por exemplo, boas práticas de manejo e boas práticas de fabricação do produto”.

Ordenha limpa traz leite de qualidade, que por sua vez, remunera melhor o pecuarista

Com isso, com o leite de maior qualidade, o produtor é melhor remunerado e para o laticínio também é bom porque os produtos têm maior tempo de prateleira.

Cursos do Senar em Presidente Venceslau

Para ajudar a capacitar o produtor de leite, o sindicato rural de Presidente Venceslau, em parceria com Senar SP, oferece diversos cursos na área.
“Os cursos estão a todo vapor. Temos duas datas previstas para o curso Pro Leite, que é pioneiro na região. Há 7 anos a gente sempre tem Pro Leite”, finalizou.
O curso Pro Leite, para quem não sabe, tem como resultado o aumento da produtividade de leite na propriedade rural. Se você ficou interessado, procure sindicato rural do seu município ou acesse a página na internet do Senar de São Paulo, clicando aqui.

Notícias Relacionadas:

Carrapato do bovino: saiba o que é preciso para um controle efetivo do parasita no rebanho leiteiro

Carrapato do bovino: saiba o que é preciso para um controle efetivo do parasita no rebanho leiteiro

Secretaria de Agricultura orienta pecuaristas e desenvolve estudos para controle do carrapato com o uso de produto natural e controle biológico

Cafés especiais proporcionam inúmeras experiências sensoriais aos consumidores

Cafés especiais proporcionam inúmeras experiências sensoriais aos consumidores

De olho no mercado de café, cafeicultores brasileiros vêm investindo na produção de cafés especiais em busca de maior retorno financeiro

FAESP busca isenção de ICMS para leite

FAESP busca isenção de ICMS para leite

A saída do produto cru e pasteurizado, que era isenta, passará a ser tributada em 4,14%