Conheça a história de mulheres que fazem a diferença na agricultura familiar

A presença das mulheres vem aumentando no campo. Agora, elas ocupam cada vez mais postos de gestão das propriedades rurais

Conheça a história de mulheres que fazem a diferença na agricultura familiar

A presença das mulheres vem aumentando no campo. Agora, elas ocupam cada vez mais postos de gestão das propriedades rurais pelo Brasil. Como homenagem ao Dia Internacional da Mulher, vamos contar a história de quatro mulheres protagonistas do agro paulista!

No Vale do Paraíba, em São Bento do Sapucaí, a Rosana fez do dia a dia e da produção do sítio atrações para o turismo rural. Na propriedade, tem monjolo para quebrar grão, moinho de pedra para fazer fubá mimoso, café torrado e muito mais. Já no município de Paulo de Faria, a Denise Trindade dedica toda atenção para a vacada de leite, investindo em conhecimento e capacitação para melhorar os resultados da produção.

Nossa reportagem também visitou Mariana, produtora de café especial em Divinolândia, que foi premiada em concurso paulista. Enquanto isso, Maria Cristina é doutora em alimentos e nutrição e instrutora do SENAR-SP, o que lhe permite usar a ciência para passar conhecimento aos produtores rurais, em especial sobre a fabricação de cachaça.

Conheça aqui as mulheres que fazem a diferença no agro paulista:

Notícias Relacionadas:

Em novo formato, Técnica Rural volta à programação neste domingo

Em novo formato, Técnica Rural volta à programação neste domingo

Com exibição às 6h30, o programa será dividido em 4 videoaulas sobre temas relevantes para produtor rural, sua família e propriedade

Com preço dos grãos elevados, fazer ração na propriedade pode ser seguro e barato

Com preço dos grãos elevado, fazer ração na propriedade pode ser seguro e barato

Especialistas alertam para que produtores atentem para a qualidade durante a busca por alternativas aos grãos

Confira 4 passos para iniciar uma horta orgânica

Confira 4 passos para iniciar uma horta orgânica

O cultivo no quintal ou propriedade rural tem funcionado como válvula de escape para passar o tempo na quarentena e até conseguir