7 dicas para você ter sucesso na inoculação

Técnica emprega na agricultura microrganismos como bactérias e fungos com ação benéfica para as plantas

7 dicas para você ter sucesso na inoculação

Técnica que emprega na agricultura microrganismos como bactérias e fungos com ação benéfica para as plantas, a inoculação tem como objetivo suprir as necessidades de nitrogênio das culturas, um dos macronutrientes fundamentais para seu desenvolvimento.

Recentemente, o SENAR-SP (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural do Estado de São Paulo) anunciou um curso que irá ensinar produtores rurais a fazer a nutrição biológica do solo. Caso você tenha interesse, procure o sindicato rural mais próximo de seu município para saber sobre a disponibilidade de turmas.

Porém, para quem já conhece a técnica, aqui vão 7 dicas para ter sucesso na inoculação:

Escolha do produto

É importante observar se o produto escolhido possui registro no Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento). Notar a data de vencimento no rótulo também é um cuidado necessário.

Manuseio e armazenamento

Os microrganismos com que se faz a inoculação são seres vivos e não podem ficar expostos ao sol ou a temperaturas muito altas (superiores a 30°). Por isso, verifique junto ao fornecedor quais são as melhores condições de transporte e armazenamento do produto.

Aplicação de inoculantes

Como dissemos no post anterior (clique aqui para ler), as condições climáticas são um ponto essencial para a inoculação. É preciso realizar sempre à sombra e manter a semente pós-inoculação longe do sol e do calor.

Doses aplicadas

O fabricante deve te dar todas as instruções necessárias para realizar o cálculo da dose. Mas, é importante aplicar 1,2 milhão de células por semente, no mínimo. Além disso, a dose pode variar conforme o produto: líquido ou turfoso.

No tipo líquido, a dose não deve ser menor que 100 ml de inoculante a cada 50 kg de sementes. No turfoso, é indicado usar cerca de 300 ml a cada 50 kg sementes de solução açucarada a 10% (100g de açúcar para cada litro de água).

Combinação produtos

Para quem deseja aplicar outro produto químico junto da inoculação no tratamento de sementes, é importante não fazer isso ao mesmo momento. Assim, é ideal colocar a química, esperar secar e só depois inserir o inoculante.

Caixa semeadora

Segundo pesquisadores da Embrapa, o uso de inoculante direto na caixa semeadora deve ser evitado. Essa prática dificulta a aderência das bactérias à semente e prejudica a eficiência do processo.

Momento da semeadura

Depois da inoculação, é altamente recomendado que a semeadura aconteça no mesmo dia. Caso não seja possível, os melhores resultados acontecem quando a semeadura ocorre em até 24h após a inoculação.

Notícias Relacionadas:

4 aplicações da internet 5G no agronegócio

Segundo o governo federal, a conexão 5G deve chegar ao Brasil em 2022

Confira 4 dicas para otimizar a colheita do milho

Com a abertura da colheita do milho, é necessário realizar bem esse processo para não sofrer com excessivas perdas

Conheça 4 doenças que mais atingem suínos

Conheça 4 doenças que mais atingem suínos

Em São Paulo, o mercado de suínos está aquecido e com preços vantajosos ao produtor