Inoculação: conheça os benefícios da técnica para a agricultura

Prática supre necessidades das plantas com utilização de microrganismos com ação benéfica

Inoculação: conheça os benefícios da técnica para a agricultura

Inoculação é uma técnica que emprega na agricultura microrganismos como bactérias e fungos com ação benéfica para as plantas. A aplicação desses insumos biológicos tem como objetivo suprir as necessidades de nitrogênio das culturas, isto é, um dos macronutrientes fundamentais para seu desenvolvimento.

Abaixo, confira algumas das espécies que podem ser cultivadas com inoculantes:

  • Soja – Bradyrhizobium japonicum e B. elkanii
  • Grão de bico – Mesorhizobium ciceri
  • Lentilha e Ervilha – Rhizobium leguminosarum bv viciae
  • Feijão comum (Phaseolus vulgaris) – Rhizobium tropici
  • Feijão de corda, feijão miudo, caupi (Vigna unguiculata) – Bradyrhizobium sp.
  • Amendoim forrageiro (Arachis pintoi) – Bradyrhizobium japonicum
  • Guandu (Cajanus cajan) – Bradyrhizobium sp.
  • Acácia (Acacia angustissima, Acacia auriculiformis) – Mesorhizobium amorphae
  • Milho (Zea mays), Trigo (Triticum spp.) e arroz (Oriza sativa) – Azospirillum brasiliense

Tipos de inoculantes e como utilizar

No Brasil, são comercializados inoculantes dos tipos líquidos, géis e turfosos. Essas formulações devem seguir normas da RELARE (Reunião da Rede de Laboratórios para a Recomendação, Padronização e Difusão de Tecnologia de Inoculantes Microbianos de Interesse Agrícola) aprovadas pelo MAPA (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento).

Usando como exemplo o feijão-caupi, a Ageitec (Agência Embrapa de Informação Tecnológica) recomenda umedecer a semente com água açucarada a 10%, para melhor aderência do inoculante turfoso. Cada 30g de açúcar em 300ml de água, representa quantidade suficiente para inocular 50kg de sementes. A inoculação deve ser realizada à sombra e a semeadura precisa ser feita no mesmo dia, visando manter a semente inoculada protegida do sol e do calor em excesso.

O inoculante deve ser distribuído de maneira uniforme na superfície da semente para se atingir o máximo benefício da fixação biológica do nitrogênio nas plantas.

Na forma líquida, o inoculante pode ser aplicado via semente ou toletes e através de sulco de semeadura.

Conheça os benefícios dos inoculantes

Além da assimilação de nitrogênio, estudos comprovam que os inoculantes promovem elevação na resistência às condições ambientais e outras vantagens, como:

  • Aumento de resistência contra estiagens
  • Ampliação de eficiência na absorção de água e nutrientes diversos
  • Produção de fito-hormônios capazes de melhorar a taxa de crescimento de raízes, otimizando o desenvolvimento das plantas
  • Aumento da simbiose com outras bactérias que impactam no crescimento de plantas encontradas naturalmente nos solos, beneficiando a lavoura em geral.

Onde encontrar

A Ageitec indica a aquisição de inoculantes provenientes de empresas credenciadas pelo MAPA, nas instituições de pesquisa estaduais e, sob encomenda, na Embrapa Agrobiologia.

Notícias Relacionadas:

4 aplicações da internet 5G no agronegócio

Segundo o governo federal, a conexão 5G deve chegar ao Brasil em 2022

Confira 4 dicas para otimizar a colheita do milho

Com a abertura da colheita do milho, é necessário realizar bem esse processo para não sofrer com excessivas perdas

Conheça 4 doenças que mais atingem suínos

Conheça 4 doenças que mais atingem suínos

Em São Paulo, o mercado de suínos está aquecido e com preços vantajosos ao produtor