Apicultura: 6 dicas para aumentar a capacidade de produção

O ramo da apicultura tem sido atrativo para ajudar o homem do campo a gerar renda extra

Apicultura: 6 dicas para aumentar a capacidade de produção

O ramo da apicultura tem sido atrativo para ajudar o homem do campo a gerar renda extra. Mas, será que é possível melhorar o rendimento e aumentar a capacidade de produção nessa atividade? Essa é a dúvida de Antonio Duratiotto, pequeno produtor rural de Bragança Paulista (SP), exibida no quadro “Pergunta do Produtor” desta semana.

Para ajudar o apicultor a elevar sua produtividade e justificar seu investimento, nossa equipe de reportagem entrou em contato com Nivaldo Berteli, instrutor de apicultura do SENAR-SP (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de São Paulo). Abaixo, você confere 6 dicas para aumentar a capacidade de produção:

  1. Busque capacitação na apicultura
  2. Diversifique as produções, pois a apicultura rende produtos como mel, pólen apícola, própolis, cera e geleia real
  3. Faça o reaproveitamento de equipamentos e materiais
  4. Use cera alveolada de forma correta para fazer a reforma dos favos de maneira integral
  5. Ofereça alimentação de inverno para desenvolver o enxame
  6. Retire do apiário as abelhas que não estão em produção e leva-as para berçários

Para mais dicas, assista ao vídeo completo a seguir:

Notícias Relacionadas:

Seguro rural: governo paulista não libera sua participação e preocupa produtores

Seguro rural: governo paulista não libera sua participação e preocupa produtores

Falta de repasse de recursos do governo de São Paulo e início do inverno ameaçam fruticultura em Indaiatuba

Técnica Rural: 3 coisas que você precisa aprender sobre organização comunitária

Técnica Rural: 3 coisas que você precisa aprender sobre organização comunitária

Assista a uma vídeo-aula exclusiva ministrada pelo SENAR-SP

Conheça 3 formas de manter pastagens disponíveis no inverno

Conheça 3 formas de manter pastagens no inverno

Instrutor do SENAR-SP mostra como é possível alimentar a boiada na estação mais fria do ano