Pular para o conteúdo

Tipo mais grave de leishmaniose cresce mais de 50% no Brasil

Vacinação dos cães e controle populacional de mosquitos são as formas de prevenção da doença

O Brasil responde por 96% dos casos de leishmaniose nos países das Américas. Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) mostram que são 400 mil novos casos por ano no país. O tipo mais grave da doença, conhecido como leishmaniose visceral, cresceu 53% nas últimas duas décadas, aponta um estudo da Universidade Federal de Minas Gerais.

Deixe seu e-mail para acessar o conteúdo completo

O conteúdo Tipo mais grave de leishmaniose cresce mais de 50% no Brasil é oferecimento exclusivo para assinantes da Família Nação Agro e Senar SP

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta