Sustentabilidade gera renda e bem-estar no município de Tupã

A Caravana Família Nação Agro mostrou como o reaproveitamento de recursos do sítio ajudou produtor rural a diminuir gastos e cuidar dos animais

Escultura de formiga feita de ferragens exposta em sítio

Devido a questões como falta de mão de obra, custos de manutenção e instabilidades de preços, as propriedades rurais de São Paulo estão cada vez dedicadas a procurar na sustentabilidade soluções para equilibrar as contas, deixando a rotina do produtor mais fácil, diminuindo custos e trazendo bem-estar aos animais.

“O produtor rural tem muitas atribuições, é preciso ter muito conhecimento. E tudo está ligado ao meio ambiente”, aponta o geógrafo e produtor João Luiz Alves de Andrade, durante o Dia de Campo Seguro, realizado na cidade de Tupã (SP). A Caravana da Família Nação Agro, é um projeto do Senar São Paulo, que tem objetivo de capacitar produtores rurais do Estado.  

Auditório com visitantes separados por cadeiras no qual Tobias Ferraz e Marcio Vassoler apresentam Dia de Campo

O evento contou com a presença de Marcio Vassoler, presidente do Sindicato Rural de Tupã.

Deste modo, Andrade apostou no reaproveitamento de materiais para baixar despesas e oferecer melhores condições na manutenção de sua pequena propriedade dedicada ao gado de leite.

“Tudo que faço na minha propriedade é pensado no bem-estar social e na economia de materiais”, diz. Instigado pela curiosidade, João Luiz enfrentou cada adversidade procurando soluções em seu sítio. “Encontrei o bambu como solução para fazer o piqueteamento junto com garrafas PET”, relata, explicando que depois pesquisou sobre o melhor tipo de bambu e seu tratamento para manter as cercas sustentáveis.

Nesse sentido, por conta de suas técnicas criativas, Andrade, inclusive, foi homenageado pela Câmara Municipal de Tupã.

Sustentabilidade no trato do gado

Na Estância Santa Mônica, propriedade de João Luiz, a reciclagem também está presente em estruturas para a criação de banco de alimentação e embarcador de gado. “Em vez de usar madeira construí um embarcador de gado com material retirado de ferro velho”, revela, destacando que reutilizou pulverizadores para construir as estruturas.

“Mesmo analfabeto digital, eu mexo muito na internet. Construí tudo pesquisando, sem projeto, mas com curiosidade e força de vontade” conta Andrade. Segundo ele, os produtores precisam ter coragem para testar suas intuições, em harmonia com o meio ambiente e o amparo da ciência.

Além disso, para evitar o desperdício de capim, o produtor desenvolveu um cocho com ferragens usadas que permite que o gado se alimente de forma adequada e econômica. “Temos um cocho de ferro velho, em formato redondo, que serve para alimentar até 16 cabeças Bonsmara – uma raça de gado bovino conhecida pela alta qualidade da sua carne”, destacou.  Assista, no final da reportagem  o vídeo exibindo o mínimo descarte.

Futuro sustentável

Com o tino pela sustentabilidade aprimorado pelos cursos do SENAR-SP (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural do Estado) e Sebrae-SP (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), João Luiz trabalha com turismo pedagógico em sua propriedade.

Esculturas de aranha e lagarta feitas de ferragens vermelhas em tamanho grande

João Luiz Alves de Andrade mostrou fotos de esculturas feitas por ele.

“Conseguimos chamar a atenção das crianças com a construção de um museu com peças antigas e artesanato para receber visitas, gerar renda na propriedade e fazer com que os mais novos se interessem por sustentabilidade”, comenta.

De acordo com o produtor rural, bem-estar social, ambiental e econômico são os três eixos que formam a sustentabilidade.

Abaixo, confira as dicas e novidades  do Dia de Campo em Tupã:

Notícias Relacionadas:

Taxa Selic baixa

Baixa na Selic pode favorecer acesso de produtores a empréstimos subvencionados

Faesp defende crédito competitivo no mercado financeiro e desburocratização na concessão

Turismo rural

Família Nação Agro traz novos debates sobre turismo rural e doma racional

Nesta semana, iniciativa do Sistema FAESP/SENAR-SP esteve nos municípios de Itobi e Nuporanga

Produtores buscam capacitação para diversificar turismo rural em Ubatuba

Em Dia de Campo Seguro, agricultores revelaram interesse em cursos de profissionalização em artesanato e gastronomia