Setor de carnes realiza carreata contra aumento de ICMS em São Paulo

Ato contra medida do governo paulista contou com cerca de 1200 caminhões e 1500 pessoas envolvidas, segundo os organizadores

Setor de carnes realiza carreata contra aumento de ICMS em São Paulo

As reformulações na cobrança de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) promovidas pelo governo paulista seguem repercutindo negativamente. Após o “tratoraço” que pediu a recuada na taxação de agropecuários, o setor de carnes realizou uma carreata contra o aumento do imposto na capital de São Paulo, na manhã de hoje, 27.

A manifestação aconteceu próxima ao Palácio dos Bandeirantes, a sede do governo estadual, no bairro do Morumbi, e contou com cerca de 1200 caminhões e 1500 pessoas envolvidas, segundo os organizadores do protesto. Caminhoneiros de frigoríficos e representantes dos açougueiros tentaram ser recebidos pelo governador, João Doria, mas o encontro não aconteceu.

O setor alega que, com o novo decreto do governo, a carne sofreu um aumento de 800% no ICMS, algo que deve acarretar um impacto de 13% sobre o preço dos produtos ao consumidor final. Agora, os manifestantes prometem que o ato irá se espalhar por outros municípios do estado.

Confira mais informações na matéria do Mercado & Companhia:

Notícias Relacionadas:

Tudo que você precisa saber para fazer o Cadastro Ambiental Rural

Tudo que você precisa saber para fazer o Cadastro Ambiental Rural

Registro é obrigatório aos imóveis rurais, assentamentos de reforma agrária e áreas de povos indígenas

Clima e fungo prejudicam produção de caqui em Mogi das Cruzes

Clima e fungo prejudicam produção de caqui em Mogi das Cruzes

Segundo a secretaria de Agricultura do município, seus 916 hectares irão produzir 36 mil toneladas do fruto, 10% a menos que a

Conheça as melhores raças de bovinos para produção de leite no Brasil

Conheça as 5 melhores raças de bovinos para produção de leite no Brasil

Na bovinocultura de leite, o homem do campo precisa extrair o máximo de seu rebanho com números cada vez mais reduzidos de