Quer manter o desconto na energia elétrica? Fique atento aos prazos da Aneel

O processo de recadastramento de irrigantes e aquicultores junto ao órgão já está em curso e é obrigatório para manutenção do benefício

energia elétrica

A partir de 2022, produtores rurais irrigantes e aquicultores precisarão apresentar licenciamento ambiental e outorga federal ou estadual de uso da água para manterem o desconto na energia elétrica em horário especial — entre 21h e 6h —, conforme estabelecido pela resolução 800 da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). 

Mas o processo de recadastramento junto ao órgão já começou e é necessário ficar atento aos prazos. De 2019 a 2021, o produtor pode manter o benefício apresentando documentos como o Imposto Territorial Rural (ITR), Certificado de Cadastro de Imóvel Rural (CCIR), autodeclaração e protocolo de regularização apresentado junto aos respectivos órgãos.

Nelson Ananias filho, coordenador de sustentabilidade da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), reforça que o processo em curso é obrigatório para ter acesso ao desconto e ter classificação como utilizador de energia elétrica.

Segundo o diretor-geral da Aneel, André Pepitone, o benefício concedido ao setor é rateado por todos os consumidores. “O desconto representa custo superior a R$ 3 bilhões, pago por todos os brasileiros. Então a agência está fiscalizando um universo daqueles que têm condições, elegibilidade, para receber”, diz.

 

Notícias Relacionadas:

Cafés especiais proporcionam inúmeras experiências sensoriais aos consumidores

Cafés especiais proporcionam inúmeras experiências sensoriais aos consumidores

De olho no mercado de café, cafeicultores brasileiros vêm investindo na produção de cafés especiais em busca de maior retorno financeiro

FAESP busca isenção de ICMS para leite

FAESP busca isenção de ICMS para leite

A saída do produto cru e pasteurizado, que era isenta, passará a ser tributada em 4,14%

Consulta pública sobre regras para fabricação de queijo artesanal vai até 24 de janeiro

Consulta pública sobre regras para fabricação de queijo artesanal vai até 24 de janeiro

A proposta é estabelecer boas práticas agropecuárias para as queijarias