Qualidade do queijo precisa aumentar para estimular demanda

Segundo dados do Sindilat, consumo de queijo no Brasil é cinco vezes menor do que na França

Peças inteiras de queijo expostas em prateleiras de armazém

Qualidade do queijo é um dos fatores apontados para impulsionar a demanda no Brasil, pois aqui o consumo é baixo em comparação a outros países.

Segundo o Sindilat (Sindicato da Indústria de Laticínios), os brasileiros consomem em média 5 quilos do alimento por ano, enquanto os franceses comem 25 quilos.

Ou seja, cinco vezes mais.

“Essa diferença vem de quatro pontos: diversidade, qualidade, preço e disponibilidade”, afirma Cristophe Faraud, presidente da Associação Paulista dos Produtores de Queijo.

Um maior consumo de queijo, porém, iria valorizar o produtor rural e a regiões conhecidas pela bovinocultura de leite.

De acordo com projeções do Sindilat, com o aumento no consumo de 5 quilos por brasileiro, considerando que são necessários 10 litros de leite para fazer um 1 quilo de queijo, em um país com 200 milhões de habitantes, são precisos 10 bilhões de litros por ano para a fabricação de queijos, isto é, cerca de 30% da produção atual.

Em valores comerciais, isso significaria a movimentação de R$ 50 bilhões. Destes, aproximadamente 9 bilhões de reais seriam colhidos em impostos.

Para isso, um dos desafios é atualizar as leis de produção de queijo artesanal.

“A nível nacional, estamos trabalhando com duas leis e tentando fazer com que elas não se conflitam”, disse Wander Bastos, diretor da Associação Brasileira dos Produtores de Leite (Abraleite).

Qualidade do queijo é um dos assuntos do Família Nação Agro, projeto desenvolvido pelo Sistema FAESP/SENAR-SP para capacitar, promover e incentivar o produtor rural de São Paulo.
Assista ao vídeo do Rural Notícias:

Notícias Relacionadas:

Terra marrom arada vista de cima

FAESP faz curso para declaração de ITR; prazo vai até 30/09

Curso técnico prepara produtores e sindicatos rurais para cumprirem as normas do processo de preenchimento da declaração de ITR

Mercado do café e turismo rural foram temas da Família Nação Agro

Nesta semana, Família Nação Agro desembarcou em Caconde e Itu para levar informação ao produtor rural e ouvir suas necessidades

Auditório no sindicato rural de Itu

Cursos do SENAR-SP preparam produtores de Itu para retomada do turismo

Itu (SP) é um destino popular para o turismo tradicional, assim como rural. Porém, com a pandemia, o setor tem sido prejudicado