Própolis auxilia na imunidade e demanda cresce durante pandemia

O produto misturado ao mel tem ação antibactericida; com o mercado aquecido, produtores devem buscar capacitação técnica para aumentar a produção

mel

A própolis pode aumentar a resistência imunológica. De acordo com Gerson fiuza, representante do setor de apicultura da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de São Paulo (Faesp), o produto é muito saudável. “Se misturar mel com própolis, você vai ter uma ação antibactericida e, principalmente, vai haver uma imunidade muito grande. O própolis é utilizado, inclusive, na colmeia, justamente para que a colmeia tenha sempre aquele ambiente puro, livre de bactéria e outras coisas que possam causar mortalidade das abelhas”, comentou.

Ainda segundo Fiuza, o consumo do produto cresceu durante a pandemia. A dica para os apicultores é realizar capacitação técnica para aumentar a produção e atender a demanda. “O apicultor sem a técnica não tem como conduzir a colmeia paro foco que ele quer, seja para a polinização, para a produção de própolis, mel ou geleia real. O pequeno produtor e até o médio produtor que não se tecnificar nos dias de hoje, está sujeito a não conseguir sobreviver no mercado”, acrescentou.

O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) de São Paulo oferece um curso para o manejo na apicultura. A especialização é dividida em cinco módulos, com carga horária de 200 horas. Para saber mais sobre os cursos do Senar-SP, clique aqui.

Veja mais detalhes na entrevista:

Notícias Relacionadas:

Carrapato do bovino: saiba o que é preciso para um controle efetivo do parasita no rebanho leiteiro

Carrapato do bovino: saiba o que é preciso para um controle efetivo do parasita no rebanho leiteiro

Secretaria de Agricultura orienta pecuaristas e desenvolve estudos para controle do carrapato com o uso de produto natural e controle biológico

Cafés especiais proporcionam inúmeras experiências sensoriais aos consumidores

Cafés especiais proporcionam inúmeras experiências sensoriais aos consumidores

De olho no mercado de café, cafeicultores brasileiros vêm investindo na produção de cafés especiais em busca de maior retorno financeiro

FAESP busca isenção de ICMS para leite

FAESP busca isenção de ICMS para leite

A saída do produto cru e pasteurizado, que era isenta, passará a ser tributada em 4,14%