Pronaf Habitação financia mais de R$ 524 milhões em reformas e construção de casas rurais

Entre julho de 2019 e novembro de 2020, a linha de crédito já realizou 12.479 financiamentos no país

Pronaf Habitação financia mais de R$ 524 milhões em reformas e construção de casas rurais

A linha de crédito Pronaf Habitação já realizou 12.479 financiamentos para construções ou reformas residenciais em todo o Brasil entre julho de 2019 e novembro de 2020. Os investimentos chegam a R$ 524,375 milhões aportados em crédito.

Lançada em julho de 2019, com anuência do Conselho Monetário Nacional (CMN), o Pronaf Habitação possibilita a aquisição de crédito de até R$ 50 mil para a construção ou reforma de moradia dentro da propriedade rural.

No Plano Safra 2020/2021, o Mapa anunciou o aporte de R$ 500 milhões para o Pronaf Habitação, com taxa de juros de 4.0 % ao ano. Uma das novidades apresentadas é que o filho ou filha do agricultor familiar que possua Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP) da sua unidade familiar também pode solicitar financiamento para construção ou reforma de moradia na propriedade dos pais. Segundo o secretário de Agricultura Familiar e Cooperativismo do Ministério da Agricultura, Fernando Schwanke, a medida reforça a estratégia do Mapa para a sucessão familiar rural.

“Os números mostram o acerto que o governo federal teve ao lançar essa linha de crédito, que possibilita ao produtor a construção ou reforma do seu lar, gerando bem-estar para as famílias do campo, promovendo a sucessão familiar e o desenvolvimento rural”, destaca Schwanke,

O valor médio das contratações realizadas até o momento é de R$ 42 mil. Grande parte das operações ocorreram no Sul do Brasil, onde estão 85,55% das contratações, seguido pelo Sudeste com 9,74%, Nordeste com 2,91%, Centro-Oeste com 1,25% e Norte com 0,54%.

Schwanke atribui a grande procura da linha de crédito pelos agricultores do Sul à existência de arranjos produtivos bem estruturados na região. “Quem está utilizando esse crédito é aquele produtor que já está inserido em uma cadeia produtiva e que já está bem estruturado, pois ele sabe que conseguirá pagar sua conta com a venda da sua produção. E as regiões Sul e Sudeste têm diversas cadeias produtivas bem estruturadas onde os agricultores familiares estão inseridos”, disse.

Para fomentar as cadeias produtivas, principalmente no Norte e no Nordeste brasileiro, o Mapa tem trabalhado políticas públicas como o AgroNordeste, um plano de ação para incentivar o agricultor, aumentar a produção, gerar emprego e renda e impulsionar o desenvolvimento econômico e social sustentável do meio rural da região Nordeste.

Via Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento)

Notícias Relacionadas:

Isenção de ICMS garante atividades do agro e estabilidade dos preços de alimentos, diz FAESP

Isenção de ICMS garante atividades do agro e estabilidade dos preços de alimentos, diz FAESP

A revogação do aumento de ICMS oficializada hoje, 15, pelo governo paulista foi recebida positivamente pela entidade

Após protesto na CEAGESP, governo paulista revoga aumento de ICMS sobre o agro

Governo paulista revoga aumento de ICMS sobre o agro após pressão do setor

A revogação foi publicada nesta sexta-feira, 15, no Diário Oficial, em três novos decretos

Lichia: fonte de Vitamina C, fruta pode ser apreciada até o final de janeiro

Lichia: fonte de Vitamina C, fruta pode ser apreciada até o final de janeiro

Saborosa e nutritiva, lichia tem sido apontada como um bom investimento para o futuro