Produção de café especial exige cuidados, especialização e capricho

Senar SP oferece cursos de especialização para produção de café especial com processo completo: cultivo, colheita e beneficiamento do grão

café especial

O café especial, cada vez mais, tem caído no gosto do consumidor com o paladar apurado. Porém, para chegar ao grão de qualidade é preciso alguns cuidados, estudos e muito capricho.

Na fazenda da produtora de café, Daniella Pelosini, a sombra preguiçosa da Alameda de Pinheiros é um sinal que já passou muito tempo por este caminho. O velho arado virou obra de arte, o terreiro antigo, pioneiro, de tijolão de barro, agora é parte da memória de um tempo que se foi.

No entanto, hoje em dia, o café da tradição se faz também com muita tecnologia. A máquina trouxe agilidade para a colheita e eficiência para o sítio.

O sítio tem 48 hectares com 148 mil plantas. A produção média é de 42 sacas por hectare. Contudo, 48% desse volume entram na categoria de café especial.

Daniella se revelou uma campeã de concursos de cafés especiais, coleciona troféus e certificados. Estudiosa do grão, ela procura as melhores formas de produção, acompanha todo o processo e fica atenta a cada etapa.

“Os concursos de café servem, basicamente, para dizer ao produtor que ele está no caminho certo. Rumo a qualidade para se especializar ainda mais e repetir o bom resultado, comentou”.

Os grãos são selecionados, despolpados e revolvidos no terreiro e aos poucos vão ganhando qualidade e personalidade de aroma e sabor. Isso é o terroir do café de altitude da cuesta de Botucatu.

Senar SP oferece curso de produção de café especial

De acordo com o instrutor do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) de São Paulo, Rômulo Buton, a entidade oferece cursos de especialização na produção de café especial. As aulas ensinam todo processo, do cultivo a colheita e, posteriormente, o beneficiamento do grão.

“Todo trato cultural, desde o início de uma muda que coloca no solo até a parte de pós-colheita, que são os cuidados especiais no terreiro, maturação correta, porcentagem de grãos verdes, que deve ser inferior a 10% e todo o trabalho para que o café chegue no terreiro perfeito”.

Com a nova safra, está aberta a nova temporada de concursos de cafés especiais. Em Pardinho, no interior de São Paulo, o sindicato rural do município organiza a segunda edição de um concurso regional. De acordo com Luciane Correia, coordenadora do Senar SP, os concursos trazem benefícios para o produtor e para a região.

“Ele melhora a precificação, além de incentivar o produtor a produzir café de qualidade. E ainda classifica a região como produtora de café especial, ressaltou”.

Notícias Relacionadas:

SENAR-SP: curso de artesanato com folhas gera oportunidades a produtores

SENAR-SP: curso de artesanato com folhas gera oportunidades a produtores

Além de trazer uma nova fonte de renda para o meio rural, programa de ensino proporciona o resgate cultural às regiões

SENAR-SP explica o que fazer para obter mais vacas em lactação

SENAR-SP explica o que fazer para obter mais vacas em lactação

Número de animais em condições para produção de leite determina rendimento da propriedade

Saiba como conseguir qualidade em cafés naturais

Saiba como conseguir qualidade em cafés naturais

Com a safra castigada pela estiagem do ano anterior, agricultor precisa extrair produtos de alto nível para melhorar renda