Presidente do Sindicato Rural de Ourinhos pede mais apoio público ao setor do agronegócio

Em tempos de enfrentamento a Covid-19, a busca por reconhecimento do Setor ainda é uma batalha, para o líder sindical

brigadeiro

Eduardo Bicudo, o “Brigadeiro”, é  presidente do Sindicato Rural de Ourinhos , município do oeste Paulista, bem próximo a divisa com o Estado do Paraná.  Ao 72 anos, Brigadeiro é também um “brigador” pelo agro e pelos direitos do produtor rural, ele defende com emoção a campanha da Faesp/Senar ao estímulo do consumo de etanol – “O etanol é um produtor nosso, brasileiro, que gera milhões de empregos.  A campanha encabeçada pela Faesp é um sinal de respeito pelo setor.” – afirma o líder sindical.

Brigadeiro também destacou o sucateamento das Casa da Agricultura, modelo de atendimento, assistência técnica e extensão rural no estado de São Paulo até a década de 1990 – “O produtor rural já teve um lugar para receber orientação  e assistência técnica, hoje as Casas da Agricultura não têm dinheiro para nada.” – reclama.

Veja a entrevista com completa:

Notícias Relacionadas:

4 aplicações da internet 5G no agronegócio

Segundo o governo federal, a conexão 5G deve chegar ao Brasil em 2022

Confira 4 dicas para otimizar a colheita do milho

Com a abertura da colheita do milho, é necessário realizar bem esse processo para não sofrer com excessivas perdas

Conheça 4 doenças que mais atingem suínos

Conheça 4 doenças que mais atingem suínos

Em São Paulo, o mercado de suínos está aquecido e com preços vantajosos ao produtor