Foto: Pixa Bay

Preço da laranja desvaloriza quase 25% em São Paulo

Com o avanço da colheita, nesta semana a laranja pera ficou cotada em R$ 21,46 a caixa

A baixa demanda e a maior oferta com a intensificação da colheita derrubaram as cotações da laranja em São Paulo. Segundo levantamento do Cepea, só nesta semana a laranja pera teve queda de 7,1% nos preços, ficando cotada em R$ 21,46 a caixa de 40,8 kg na árvore. A cotação só reforça a tendência de queda registrada durante todo mês de abril, período em que a fruta desvalorizou 24,7%, se comparado ao desempenho dos preços em março de 2019.

Para a lima ácida tahiti, o cenário é semelhante ao da laranja, com oferta elevada e vendas retraídas, tanto no mercado interno quanto no externo. Na média da semana, a variedade teve média de preço de R$ 16,96 a caixa de 27 kg, colhida, recuo de 1% em comparação com a da semana passada.

A tangerina poncã de mesa com maior qualidade foi a que menos desvalorizou. Na parcial desta semana, a tangerina poncã teve média de R$ 21,76 a caixa de 27 kg, baixa de 7,3% em relação à do período anterior.

Veja também:
Como implantar a rastreabilidade na citricultura?

 

 

Notícias Relacionadas:

geleia organica com valor agregado

Consumidor prefere produto com valor agregado e demanda cresce

Cliente se mostra mais aberto em pagar preços mais altos quando produto tem valor agregado, com identificação e origem de procedência

ordenha rebanho

Higiene da ordenha é fundamental para qualidade do leite

Com boa higiene sanitária da ordenha é possível reduzir a contagem de células somáticas (CCS) e, com isso, aumentar a remuneração

vaca girolano no rebanho

Pecuária: aumente a produtividade com manejo eficiente do rebanho

Nutrição e sanidade caminham juntas na busca por maior eficiência produtiva no rebanho; assunto foi tema de palestra no Dia de Campo