Coronavírus: Como cuidar do gado no pasto?

Com o avanço do Coronavírus no Brasil, algumas plantas frigoríficos avaliam a suspensão ou não de abates. Mas o pecuarista não precisa esperar que as coisas aconteçam, não é mesmo?

foto boi0

 O consultor de pastagens Wagner Pires enviou dicas de como o produtor pode se precaver da situação de atraso de abate de animais. Primeiro passo é a criação de uma UTI para casos emergenciais como essa situação. Nesse local o pasto deve conter altura maior para que o animal fique em até uma semana, após isso, é necessário retirar os animais para que o pasto descanse.

Outra sugestão é a capineira, uma gramínea que seja de manejo diferente, ou seja pode ser cortado e direcionado ao cocho. Silagem de capim é uma ótima alternativa para épocas como essas.

A última dica é com relação ao período da seca, a adubação sempre é uma alternativa, mas necessita de planejamento, principalmente se o número de animais for maior que o esperado. Para garantir a qualidade de pasto, Wagner explica o que pode ser feito com dicas simples.

Veja o vídeo completo:

 

 

Notícias Relacionadas:

SENAR-SP: curso de artesanato com folhas gera oportunidades a produtores

SENAR-SP: curso de artesanato com folhas gera oportunidades a produtores

Além de trazer uma nova fonte de renda para o meio rural, programa de ensino proporciona o resgate cultural às regiões

SENAR-SP explica o que fazer para obter mais vacas em lactação

SENAR-SP explica o que fazer para obter mais vacas em lactação

Número de animais em condições para produção de leite determina rendimento da propriedade

Saiba como conseguir qualidade em cafés naturais

Saiba como conseguir qualidade em cafés naturais

Com a safra castigada pela estiagem do ano anterior, agricultor precisa extrair produtos de alto nível para melhorar renda