Pecuária de sucesso exige planejamento e estratégia

Concentrado e reposição apertam margem do boi gordo para quem não planejou 

boi no pasto 2
Thomas Rocco é diretor do Sindicato Rural de Araçatuba e membro da Comissão de Gado de Corte da FAESP. Ele foi o entrevistado o programa Família Nação Agro contra o coronavírus desta segunda-feira 15 de junho. Ele destacou os preços firmes nas várias categorias do gado de corte. “O mercado tem evoluído bem. Há um mês falávamos na @ do boi gordo a R$195,00 hoje a realidade é entre R$ 205,00 e R$ 215,00 por causa das exportações. A carne brasileira está indo para a China, Hong Konk e Oriente Médio. Esse movimento de exportação está sustentando os preços.” – afirma.
Outro ponto de destaque da entrevista diz respeito à gestão do ciclo pecuário. “Nós fazemos integração lavoura-pecuária. Então estamos começando a colher o nosso milho de segunda safra que foi plantado junto com a brachiária e depois da soja, vamos ter o nosso milho para botar no cocho durante a entressafra do capim. No Noroeste paulista o milho está cotado em R$48,00 mas como plantamos em rotação,  o custo é bem menor melhora nossa margem de lucro.” – explica.
Confira a entrevista completa com Thomas Rocco.

Notícias Relacionadas:

FAESP busca isenção de ICMS para leite

FAESP busca isenção de ICMS para leite

A saída do produto cru e pasteurizado, que era isenta, passará a ser tributada em 4,14%

Consulta pública sobre regras para fabricação de queijo artesanal vai até 24 de janeiro

Consulta pública sobre regras para fabricação de queijo artesanal vai até 24 de janeiro

A proposta é estabelecer boas práticas agropecuárias para as queijarias

Abraleite negocia revogação do ICMS sobre o leite pasteurizado

Abraleite negocia revogação do ICMS sobre o leite pasteurizado

Caso a medida não seja removida, aproximadamente 6 mil produtores paulistas serão afetados com o aumento dos custos