Com a pandemia, paisagismo e jardinagem movimentam R$ 8 bilhões ao ano

Jockey Club tem investido na produção de girassóis sem agroquímicos, tendo já 10 hectares semeados com a planta da família das Asteraceae

Com a pandemia, paisagismo e jardinagem movimentam R$ 8 bilhões ao ano

Este período de pandemia tem feito com que as pessoas convivam mais em seus ambientes domésticos e procurem melhorá-los, tornando cada cantinho da casa mais confortável e cheio de vida. E isso tem causado aumento nas buscas por paisagismo e jardinagem. A IBRAFLOR (Instituto Brasileiro de Floricultura) estima a movimentação de R$ 8 bilhões por ano.

Em meio à capital paulista, a equipe do Canal Rural encontrou roça urbana, resultado de um projeto de paisagismo conduzido no Jockey Club, que investe na produção de girassóis sem agroquímicos. Segundo a administração do espaço, são 10 hectares semeados com a planta da família das Asteraceae, devendo chegar a uma produtividade de 1500 quilos por hectare.

“A beleza cênica faz parte da saúde das pessoas, então isso traz muita saúde e muito prazer”, diz Afonso Peche Filho, pesquisador do IAC (Instituto Agronômico). Segundo Afonso, independente da produção, o trabalho de imagem que a cultura dá paga todo o investimento, considerando todos os benefícios proporcionados aos humanos e para a fauna.

Veja a matéria completa exibida pelo Rural Notícias:

Notícias Relacionadas:

Clima e fungo prejudicam produção de caqui em Mogi das Cruzes

Clima e fungo prejudicam produção de caqui em Mogi das Cruzes

Segundo a secretaria de Agricultura do município, seus 916 hectares irão produzir 36 mil toneladas do fruto, 10% a menos que a

Conheça as melhores raças de bovinos para produção de leite no Brasil

Conheça as 5 melhores raças de bovinos para produção de leite no Brasil

Na bovinocultura de leite, o homem do campo precisa extrair o máximo de seu rebanho com números cada vez mais reduzidos de

4 dicas para livrar sua propriedade de escorpiões

4 dicas para livrar sua propriedade de escorpiões

Segundo o Instituto Butantan, os escorpiões são responsáveis pelo maior número de acidentes dentre todos os animais peçonhentos no Brasil