Organização Comunitária: União e Fortalecimento dos produtores rurais

Diante do cenário de combate ao Coronavírus a organização comunitária é mais assertiva, pois é considerado um modelo que exige atitude e criatividade para trabalho em grupo.

Agricultor Familiar

Por Tobias Ferraz

O município de Caconde, na divisa do estado de São Paulo com o Sul de Minas Gerais, encravado na Serra da Mantiqueira, é um grande produtor de café de altitude, ou café de montanha como também se diz. O município tem cerca de 3 mil produtores e metade produz café.

Caconde foi o cenário para um projeto piloto do Senar-SP, o Programa de Organização Comunitária, onde os instrutores do Senar trabalham as qualidades dos membro do grupo de alunos e assim reforça o sentido de união.  Neste momento de mudanças por causa das medidas de contenção do novo coronavírus, que exige atitude e criatividade, o trabalho em grupo facilita a comercialização da produção e a compra de insumos.

O presidente do Sindicato Rural de Caconde, Ademar Pereira, participou do programa piloto e conta, com justificado orgulho, os resultados obtidos – “O Programa de Organização Comunitária reforçou nossos vínculos. Hoje somos um grupo de 24 produtores de café, criamos uma associação e depois uma cooperativa, participamos de feiras de grande porte em parceria com o Senar, com o Sebrae e Apex Brasil, onde levamos nossos produtos e ampliamos nossos negócios. Hoje, várias cafeterias de grande porte vêm buscar o café do nosso grupo.

 

Notícias Relacionadas:

4 aplicações da internet 5G no agronegócio

Segundo o governo federal, a conexão 5G deve chegar ao Brasil em 2022

Confira 4 dicas para otimizar a colheita do milho

Com a abertura da colheita do milho, é necessário realizar bem esse processo para não sofrer com excessivas perdas

Conheça 4 doenças que mais atingem suínos

Conheça 4 doenças que mais atingem suínos

Em São Paulo, o mercado de suínos está aquecido e com preços vantajosos ao produtor