merenda escolar

Nova regra para merenda afeta agricultor familiar paulista

No Estado, garantia de compra da produção foi substituída pelo pagamento, via aplicativo Pic Pay, de R$ 55 por estudante

Não são apenas os alunos e suas famílias que estão sofrendo as consequências da interrupção na entrega de merenda escolar, desde o início do isolamento social causado pelo novo coronavírus.

Quem também está sentindo os efeitos do corte são os agricultores que produzem os alimentos para a merenda, principalmente os pequenos produtores associados a cooperativas no interior do estado.

E para entender melhor sobre essas alterações, conversamos com Edivaldo Del Grande, presidente da organização das cooperativas de São Paulo.

Notícias Relacionadas:

presidente do sindicato rural de taubate

Sindicato rural de Taubaté assume nova área de atuação no litoral

Com nova gestão, o sindicato rural de Taubaté passa a atuar no município de Ubatuba, litoral paulista, somando seis municípios da região

reunião de negócios

Projeto de venda virtual pode gerar até R$ 1,5 milhão em negócios

O Sebrae São Paulo realiza nesta quinta-feira (6) mais uma edição do 'Projeto Rodada de Negócios'; reunião acontece na sala virtual de

horta urbana orgânica

Produtos regionais podem ganhar mais espaço no mercado pós-pandemia

Agregação de valor ao produto agropecuário e os benefícios do certificado da identidade geográfica podem ajudar nas vendas pós-pandemia