Mesmo com boa produtividade, preço da cenoura sobe 105%

Descapitalizados, produtores de Minas Gerais e Bahia deixaram a cultura para plantar cebola, alho e batata nesta temporada

Fonte: Pixa Bay

O clima seco tem beneficiado a safra de inverno da cenoura. Segundo levantamento do Cepea/Esalq, a produtividade em julho alcançou média de 68 toneladas por hectare. 

A boa oferta não tem afetado os preços, que estão 105% superiores se comparados ao mesmo período do ano passado. A caixa de 29 kg em Minas Gerais, por exemplo, está sendo comercializada a R$ 23,25. A cotação tem compensado os produtores, que estão com um custo de produção estimado em R$ 13,00 a caixa. 

Este cenário é resultado da menor área cultivada nesta safra. Produtores descapitalizados, deixaram a cultura. Em praças como Cristalina (GO) e Irecê (BA), lavouras dedicadas à cenoura hoje estão ocupadas com cebola, batata e alho.   

Para setembro, a estimativa do Cepea/Esalq é de queda nos preços, já que neste período a oferta aumenta com a intensificação da colheita.

 

Veja também:

Preço da cebola atinge o maior patamar desde 2015

Notícias Relacionadas:

Manual Sindiveg

Sindiveg lança manual de segurança no uso de defensivos

Produzido em parceria com o Instituto Agronômico, conteúdo está disponível gratuitamente na plataforma de treinamentos da entidade

Taxa Selic baixa

Baixa na Selic pode favorecer acesso de produtores a empréstimos subvencionados

Faesp defende crédito competitivo no mercado financeiro e desburocratização na concessão

Turismo rural

Família Nação Agro traz novos debates sobre turismo rural e doma racional

Nesta semana, iniciativa do Sistema FAESP/SENAR-SP esteve nos municípios de Itobi e Nuporanga