Mercado de flores reage com retorno de vendas para dia das mães

Setor que mais sentiu as medidas de contenção do novo coronavírus retoma vendas

dia das maes

O jovem produtor rural Leonardo Saito, é de Atibaia e comercializa rosas de corte no Velling da Cooperativa Holambra. Leonardo participa do comitê de crise que discute a situação do setor de flores – “Estamos vivendo um dia de cada vez. O setor está se reinventando, estimulamos os produtores à adotarem ferramentas on-line para ampliar as vendas.” – explica.

A semana que antecede o Dia das Mães sempre foi o principal período de vendas de flores em anos normais, sem pandemia.Com o início da quarentena e o cancelamento de festas de formaturas, casamentos, congressos eventos de forma geral, as vendas de flores chegaram a cair 90%. Nesta semana várias de entidades adotaram campanhas de estímulo ao setor com a nossa campanha no Canal Rural/Senar SP que diz “Dê uma flor para quem você ama”, segundo Leonardo, essas ações deram resultado – “O balanço parcial mostra as vendas melhoraram nesta semana, vendemos em média 50% do normal.” – conta o produtor.

Compre as flores para sua mãe na plataforma pertinhodecasa.com.br
ou encontre uma floricultra perto de você: inspire.veiling.com.br/encontre-uma-floricultura

Veja a entrevista completa com Leonaro Saito.

Notícias Relacionadas:

Geadas: prejuízos no café podem demorar até 3 anos para serem recuperados em São Paulo

Confira uma entrevista com Ademar Pereira, presidente do sindicato rural de Caconde, que analisa os impactos do frio na produção

Família Nação Agro: 3ª temporada do projeto começa nesta quinta

Confira o resultado do sorteio desta sexta-feira, 30 de julho

Até 20 de agosto, projeto do SENAR-SP irá sortear prêmios a quem acessar vídeos exclusivos

São Paulo recebe frente fria, mas apenas região costeira deve ter chuvas

Em São Paulo, semana terá nova frente fria a partir de quarta-feira

Apesar da previsão de frio, começo da semana deve ser marcado por temperaturas mais elevadas