Cresce a produção de frutas como alternativa de diversificação do café

Em Espírito Santo do Pinhal, importante região cafeeira do interior de São Paulo, a produção de frutas dobrou, somando mais de 18 mil toneladas

Fonte: Pixarbay

O baixo preço do café tem levando os produtores a diversificar a atividade com outras culturas. Em Espírito Santo do Pinhal, importante região cafeeira do interior de São Paulo, a produção de frutas quase dobrou em um ano. Abacate, uva, banana e laranja são a frutas mais cultivadas no município, contribuindo com o microclima para o café e também oferecendo alternativa para áreas com relevo irregular onde a colheita mecanizada não entra.

Veja também:

Com o preço do café em baixa, produtores investem na produção de uva

Produtores de café, saiba como aumentar a renda com a cultura da uva

Notícias Relacionadas:

Carrapato do bovino: saiba o que é preciso para um controle efetivo do parasita no rebanho leiteiro

Carrapato do bovino: saiba o que é preciso para um controle efetivo do parasita no rebanho leiteiro

Secretaria de Agricultura orienta pecuaristas e desenvolve estudos para controle do carrapato com o uso de produto natural e controle biológico

Cafés especiais proporcionam inúmeras experiências sensoriais aos consumidores

Cafés especiais proporcionam inúmeras experiências sensoriais aos consumidores

De olho no mercado de café, cafeicultores brasileiros vêm investindo na produção de cafés especiais em busca de maior retorno financeiro

FAESP busca isenção de ICMS para leite

FAESP busca isenção de ICMS para leite

A saída do produto cru e pasteurizado, que era isenta, passará a ser tributada em 4,14%