Fornecedores de cana pedem apoio para o Setor

Em crise, Setor pede garantia de remuneração aos produtores de cana-de-açucar

cana-de-acucar-como-fonte-de-energia

Por Tobias Ferraz
O período de quarentena para evitar o avanço de contágio pelo novo coronavírus coincidiu com o início da safra da cana no Centro-sul. Na região central do estado de São Paulo, algumas usinas estão moendo já há cerca de 30 dias.

O município de Bebedouro tem forte expressão canavieira, e com queda no consumo dos combustíveis, os fornecedores de cana estão preocupados com a continuidade da safra. José Osvaldo Junqueira Franco, presidente do Sindicato Rural de Bebedouro relaciona três medidas que o setor está pedindo para o governo federal – “Já encaminhamos para a CNA três medidas de apoio para o setor canavieiro neste momento: redução da CIDE-Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico, que hoje é de R$0,10 por litro de etanol, eliminação do PIS/Cofins e abertura de linha de crédito para as usinas estocarem o etanol.” – afirma o presidente do Sindicato Rural de Bebedouro.

José Osvaldo ainda destacou que o momento pede cautela – “É um momento para o diálogo.” – recomenda.

Veja a entrevista completa:

Notícias Relacionadas:

Manual Sindiveg

Sindiveg lança manual de segurança no uso de defensivos

Produzido em parceria com o Instituto Agronômico, conteúdo está disponível gratuitamente na plataforma de treinamentos da entidade

Taxa Selic baixa

Baixa na Selic pode favorecer acesso de produtores a empréstimos subvencionados

Faesp defende crédito competitivo no mercado financeiro e desburocratização na concessão

Turismo rural

Família Nação Agro traz novos debates sobre turismo rural e doma racional

Nesta semana, iniciativa do Sistema FAESP/SENAR-SP esteve nos municípios de Itobi e Nuporanga