Estoques de suco de laranja estão 34% abaixo do ano passado

Na safra 2018/2019, foram processadas 236 milhões de caixas de laranja e 49,2 milhões são de frutas de in natura

Fonte: PixaBay

No dia 30 de junho de 2019, começa a safra 2019/2020 da laranja e, segundo estimativas da Associação Nacional dos Exportadores de Sucos Cítricos (CitrusBR), os estoques de passagem devem ficar 34,4% abaixo dos valores registrados no mesmo período do ano passado. A previsão é de 224.518 toneladas de FCOJ equivalente a 66 brix  para o período.

Ainda de acordo com a CitrusBr, o processamento total na safra 2018/2019 no Cinturão Citrícola de São Paulo e Triângulo Mineiro é estimado em 236,8 milhões de caixas de 40,8 quilos. Desse volume, 214 milhões de caixas correspondem à produção das empresas associadas à CitrusBR, e 23 milhões, às empresas não-associadas.

No último dia 10 de maio, o Fundecitrus anunciou a terceira reestimativa da safra 2018/2019, com o total de 285,98 milhões de caixas produzidas no Cinturão Citrícola de São Paulo e Minas Gerais. Dessa forma, ao se descontar o total de caixas produzidas do total processado por indústrias [associadas e não-associadas], é possível estimar que o mercado interno de fruta in natura ficou em 49,2 milhões de caixas de 40,8 quilos.

Resumo dos dados:

Previsão de estoques em 30/06/2019:       225 mil toneladas

Processamento total safra 2018/2019:       237 milhões de caixas

Produção total de suco safra 2018/2019:   875 mil toneladas

Notícias Relacionadas:

Pitaia roxa

Embrapa aponta que pitaia pode ajudar no controle de glicemia, colesterol e ansiedade

Fruta nativa das florestas tropicais da América Central e do Sul, Índia e Malásia ainda é pouco produzida no Brasil

Mudas com defensivos

Mapa anuncia extensão de uso de mais 17 defensivos agrícolas para pequenas culturas

Com a medida do ministério, agricultores poderão utilizar produtos conhecidos e garantir segurança aos alimentos

Dicas para montar apiário

Confira 5 dicas para começar seu apiário

Em Dia de Campo Seguro em Sorocaba (SP), instrutor do SENAR-SP Nivaldo Aparecido Bertelli dá dicas para gestão de apiário