Esgoto urbano contamina os rios muito mais que o agro, diz pesquisador

Fábio Sussel, do Instituto da Pesca, afirma que, em São Paulo, apenas 50,3% dos dejetos são tratados

O Governador Geraldo Alckmin, participa da divulgação do balanço de ações do Programa Córrego Limpo na Zona Leste de São Paulo. DATA 03/04/2017. LOCAL: São Paulo/SP. FOTO: Diogo Moreira

Às margens do rio Mogi-Guaçu, o repórter Tobias Ferraz conversa com Fábio Sussel, zootecnista e pesquisador do Instituto da Pesca. Segundo ele, em vez de se preocupar com o agronegócio, os preservacionistas deveriam olhar com mais atenção para o esgoto urbano. “Estamos em São Paulo, o estado com maior densidade demográfica e renda. E aqui só 50,3% do esgoto é tratado. O resto vai direto pro rio”, diz ele.

Notícias Relacionadas:

Conheça 4 doenças que mais atingem suínos

Conheça 4 doenças que mais atingem suínos

Em São Paulo, o mercado de suínos está aquecido e com preços vantajosos ao produtor

Veja quais são as principais doenças que afetam o gado de leite

Pecuária de leite: veja como manter atividades mesmo com altas nos insumos

A escassez de chuvas e baixa nos reservatórios também dificultam a manutenção dos rebanhos

6 alimentos da roça ideais para consumir no inverno

6 alimentos da roça ideais para consumir no inverno

No período mais frio do ano, aposte em comidas que te ajudam a evitar doenças como gripes e resfriados