Esgoto urbano contamina os rios muito mais que o agro, diz pesquisador

Fábio Sussel, do Instituto da Pesca, afirma que, em São Paulo, apenas 50,3% dos dejetos são tratados

O Governador Geraldo Alckmin, participa da divulgação do balanço de ações do Programa Córrego Limpo na Zona Leste de São Paulo. DATA 03/04/2017. LOCAL: São Paulo/SP. FOTO: Diogo Moreira

Às margens do rio Mogi-Guaçu, o repórter Tobias Ferraz conversa com Fábio Sussel, zootecnista e pesquisador do Instituto da Pesca. Segundo ele, em vez de se preocupar com o agronegócio, os preservacionistas deveriam olhar com mais atenção para o esgoto urbano. “Estamos em São Paulo, o estado com maior densidade demográfica e renda. E aqui só 50,3% do esgoto é tratado. O resto vai direto pro rio”, diz ele.

Notícias Relacionadas:

Carrapato do bovino: saiba o que é preciso para um controle efetivo do parasita no rebanho leiteiro

Carrapato do bovino: saiba o que é preciso para um controle efetivo do parasita no rebanho leiteiro

Secretaria de Agricultura orienta pecuaristas e desenvolve estudos para controle do carrapato com o uso de produto natural e controle biológico

Cafés especiais proporcionam inúmeras experiências sensoriais aos consumidores

Cafés especiais proporcionam inúmeras experiências sensoriais aos consumidores

De olho no mercado de café, cafeicultores brasileiros vêm investindo na produção de cafés especiais em busca de maior retorno financeiro

FAESP busca isenção de ICMS para leite

FAESP busca isenção de ICMS para leite

A saída do produto cru e pasteurizado, que era isenta, passará a ser tributada em 4,14%