Dia de Campo Seguro, em Itobi, debateu o enoturismo e comportamento dos produtores

Evento faz parte do projeto Família Nação Agro e foi transmitido pelo YouTube do Canal Rural

Enoturismo em Itobi

A cidade de Itobi recebeu o Dia de Campo Seguro em 28 de outubro. O evento contou com duas apresentações de gestores do Sebrae e foi transmitido pela página do Canal Rural no Youtube.

Na primeira palestra da tarde, o Gestor de Projetos do Sebrae-SP, Junior Correia, falou sobre “Comportamento e Atitude no Campo”. De acordo com Correia, o modo como os produtores se relacionam e se comportam diz muito sobre eles vão se desenvolver. “É importante os produtores entenderem que não se faz nada sozinho. É preciso cooperação, associação. O que um não sabe, o outro pode ajudar”. Ele também destacou a necessidade de os produtores manterem seu foco na solução, “é preciso sempre estar focado na solução, não no problema. A grande pergunta é: O que você faz enquanto você não dorme? Muita gente diz que não tem tempo para nada, mas será mesmo que elas não têm tempo ou elas não têm planejamento de prioridades? Comportamento é ação e ação é planejar, executar, monitorar, não reclamar ou achar desculpas”.

Encerrando a tarde de palestras, Marilia de Castro Oliveira, engenheira agrônoma e Consultora de Turismo do Sebrae, falou sobre o “Turismo Rural com Foco na Vinicultura”. Sua primeira observação foi sobre as terminologias, Marilia explicou ao que se refere cada termo relacionado às uvas: “Bom, esclarecendo: Vinicultura é a produção de uvas para vinhos; Viticultura é a produção de uvas de mesa, para sucos; e Enoturismo é o turismo do vinho, já tão conhecido em outros países e que agora está ganhando espaço aqui no Brasil e, principalmente, aqui no interior de São Paulo”. Ela esclareceu que após a pandemia é preciso estar atento aos turistas que estão à procura de novos destinos de viagens, “o cronograma de viagens mudou, pois agora é preciso pensar em rotas menores, mais próximas, que podem ser feitas de carro e isso ajuda muito no crescimento do turismo rural. O enoturismo, enxergando isso, precisa estar pronto para receber e oferecer ótimas experiências para esses turistas”.

O presidente do Sindicato Rural de São José do Rio Pardo, Claudinei Minussi, agradeceu a parceria do Senar-SP, “eu gostaria de agradecer a parceria e a possibilidade de receber o projeto Família Nação Agro aqui em Itobi, que é uma extensão do nosso Sindicato. É sempre importante levar conhecimento para os nossos parceiros e produtores”.

Para mais detalhes sobre enoturismo e comportamento no campo, confira as palestras do Dia de Campo Seguro:

Projeto Família Nação Agro é uma iniciativa do Sistema FAESP/SENAR-SP para capacitar, promover e incentivar o produtor rural do estado de São Paulo.

Por Texto Assessoria

Notícias Relacionadas:

Tudo que você precisa saber para fazer o Cadastro Ambiental Rural

Tudo que você precisa saber para fazer o Cadastro Ambiental Rural

Registro é obrigatório aos imóveis rurais, assentamentos de reforma agrária e áreas de povos indígenas

Clima e fungo prejudicam produção de caqui em Mogi das Cruzes

Clima e fungo prejudicam produção de caqui em Mogi das Cruzes

Segundo a secretaria de Agricultura do município, seus 916 hectares irão produzir 36 mil toneladas do fruto, 10% a menos que a

Conheça as melhores raças de bovinos para produção de leite no Brasil

Conheça as 5 melhores raças de bovinos para produção de leite no Brasil

Na bovinocultura de leite, o homem do campo precisa extrair o máximo de seu rebanho com números cada vez mais reduzidos de