Curso de lã de ovelhas do SENAR-SP gera renda extra a produtoras rurais

O curso abrange aspectos históricos da atividade, beneficiamento da matéria-prima e confecção de artefatos utilitários e decorativos

Curso de lã de ovelhas do SENAR-SP gera renda extra a produtoras rurais

A divisão de promoção do SENAR-SP (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de São Paulo) lançou o curso Artesanato com Lã de Ovinos – Utilitários e Decorativos, visando reconhecer o valor histórico e cultural presente no modo tradicional de produção, além das possibilidades de ganhos econômicos com a produção de peças decorativas de qualidade e bem aceitas no mercado.

Objetivo do programa é ensinar sobre confecção de artefatos utilitários e decorativos com lã de ovinos, por meio das técnicas do beneficiamento, feltragem, crochê e tecelagem. Além de conhecer a origem histórica e as técnicas, os participantes aprendem sobre a estrutura da lã e seus tipos, obtidos por raça de ovino, e fatores que influenciam sua qualidade.

Além disso, o projeto busca promover o artesanato sustentável, com o uso de materiais orgânicos para tingimento e reuso da água da lavagem da lã. Todos os participantes recebem, ao final, informações sobre os aspectos relativos à comercialização dos produtos, para que o aprendizado transforme-se em alternativa de geração de renda para a família.

Primeiro curso em Santa Rosa de Viterbo

Em março, o curso Artesanato com Lã de Ovinos – Utilitários e Decorativos foi realizado pela primeira vez em Santa Rosa de Viterbo (SP). Os participantes executaram todos os passos para a transformação da lã bruta e exercitaram as técnicas citadas para a produção de marcador de livro, carteira, almofada, cachepô, bolsa, assento para banco, tapete e baixeiro.

“Temos um grupo que já trabalha com produção e venda de artesanato e vinha pedindo o curso há tempos”, conta Daniele Abaque, coordenadora do SENAR-SP no sindicato rural do município. “Com a reformulação do curso, conseguimos encontrar uma instrutora. Foi uma experiência muito gratificante. A atividade é extremamente completa e produtiva, contemplando desde o princípio até o produto final, além das várias técnicas abordadas. Os alunos gostaram bastante”.

O curso fez sucesso entre os participantes, que pretendem comercializar as peças produzidas e se espera que, com essa atividade, as pessoas obtenham renda, aproveitando a matéria-prima, muitas vezes descartada por criadores de ovinos. “O treinamento foi de grande importância para mim, pois, por meio dele, consegui aumentar minhas habilidades no artesanato e me reinventar neste momento tão difícil. Com certeza, incluirei em meus trabalhos o artesanato em lã”, relata Claudia Cervi, uma das participantes.

“O curso é muito completo e ensina com clareza todas as fases do artesanato em lã, desde o tratamento até a finalização. Com certeza, foi um grande aprendizado que levaremos e agregará muito em nossos trabalhos”, afirma Marcela Eduarda, artesã.

A nova atividade promoveu um desdobramento social. Alguns sindicatos rurais que realizarão o curso, adquiriram lãs do Projeto Mãostiqueiras, de Campos do Jordão (SP), que tem por objetivo evitar o desperdício de lã e transformá-la em peças decorativas, visando gerar benefícios ambientais, sociais e financeiros, por meio da capacitação de mulheres da comunidade.

Juliana Bastos, a idealizadora do projeto e uma das autoras das cartilhas, conta que “essa renda veio em boa hora para as mulheres participantes, pois o local encontra-se fechado devido à fase vermelha do plano de São Paulo”.

Fonte: SENAR-SP

Notícias Relacionadas:

Curso de bordado do SENAR-SP atrai novos associados a sindicatos rurais

Curso de bordado do SENAR-SP atrai novos associados a sindicatos rurais

Disponível em todo o estado de São Paulo, curso propicia geração de renda e resgate cultural através da arte

Lavoura de algodão continua competitiva em algumas regiões de São Paulo

Lavoura de algodão continua competitiva em diversas regiões de São Paulo

Cultura ocupa cerca de 1,3 milhão de hectares em todo o Brasil

IAC coordena Rede Morangos do Brasil para o desenvolvimento tecnológico da cultura

IAC coordena Rede Morangos do Brasil para o desenvolvimento tecnológico da cultura

Iniciativa espera desenvolver atividades de pesquisa e extensão que capacitem o setor no enfrentamento da crise econômico-financeira