Colheita da uva niágara caminha pra final e caqui perde no pé

No Circuito das Frutas paulista, produtores se reinventam para escoar a produção

banner-conheca-louveira-uva-niagara

Na transmissão ao vivo desta quarta-feira conversamos com o Wilson Tomaseto, presidente do Sindicato Rural de Indaiatuba, município de forte produção de frutas.

De acordo com Tomaseto, o município vive a terceira fase da colheita da uva, que pode durar mais 50 ou 60 dias – “Estamos com uma super produção e com qualidade na uva, os cachos formaram bem e a qualidade superior. Hoje estamos vendendo por R$3,50 o quilo, em média, é um bom valor.¨” – destaca Tomaseto.

Com o mercado do caqui a comercialização está mais complicada, também pelo excesso de oferta e o produtor está perdendo os frutos no pomar. Na Ceagesp o quilo de caqui oscila entre R$1,07 e R$5,24 dependendo da variedade e classificação.

Tomaseto destaca também dificuldades para renegociação das dívidas dos produtores – “Precisamos orientar melhor o produtor sobre as regras na negociação. Não podemos aceitar a renegociação de um contrato que cobra 4% de juros ao ano, para uma renegociação a 2% ao mês.” – desabafa o líder sindical.

Assista entrevista completa:

Notícias Relacionadas:

Grãos de café marrons vistos de cima

Café: conheça o melhor e o pior tipo de fermentação

Dúvida foi esclarecida por instrutor do SENAR-SP com exclusividade ao quadro Pergunta do Produtor

São Paulo: chuvas devem voltar no final da semana

Semana terá chuva intensa espalhada por São Paulo

De acordo com o Cemaden, passagem de frente fria trará precipitações para o estado paulista

copo de leite de búfala

Preço do leite na Alta Noroeste registra queda de R$ 0,23 por litro

Margens apertadas preocupam produtores de leite