Cafés especiais: grupo de mulheres fortalece o associativismo em SP

Grupo de mulheres, da região Alta Mogiana, interior de São Paulo, estima pela qualidade e excelência na produção de café. Conheça as Cerejas do Café.

Cerejas do Café

O mercado de café no brasil cresce cerca de dois por cento ao ano, no caso dos cafés especiais, provados e bem pontuados nos concursos regionais, o crescimento é de sete por cento ao ano. O município de Franca, no interior paulista, a associação entre mulheres e café é marcada por uma parceria mais que especial.

A Alta Mogiana é uma região composta por vinte e três municípios do nordeste paulista, são cem mil hectares que abrigam cinco mil propriedades de café, que juntas produzem cerca de um milhão e meio de sacas, em média. A microrregião de Franca é famosa pelos cafés especiais, fruto da organização e união dos produtores. Essas mulheres são produtoras que participam da associação Cerejas do Café e da Associação dos Produtores de Cafés Especiais da Alta Mogiana. são mais de duzentas mulheres em atividade na região. O grupo produz até um anuário que conta sobre as fazendas da região, uma prova de que o associativismo faz a diferença.

Saiba mais sobre essas mulheres incríveis, na reportagem de Tobias Ferraz, para o jornal Rural Notícias.

Notícias Relacionadas:

Seguro rural: governo paulista não libera sua participação e preocupa produtores

Seguro rural: governo paulista não libera sua participação e preocupa produtores

Falta de repasse de recursos do governo de São Paulo e início do inverno ameaçam fruticultura em Indaiatuba

Técnica Rural: 3 coisas que você precisa aprender sobre organização comunitária

Técnica Rural: 3 coisas que você precisa aprender sobre organização comunitária

Assista a uma vídeo-aula exclusiva ministrada pelo SENAR-SP

Conheça 3 formas de manter pastagens disponíveis no inverno

Conheça 3 formas de manter pastagens no inverno

Instrutor do SENAR-SP mostra como é possível alimentar a boiada na estação mais fria do ano