Cafeicultores da Alta Mogiana contabilizam prejuízos com geadas; seguro rural é desafio

Segundo a FAESP, o governo federal deverá disponibilizar no próximo ano cerca de 1 bilhão de reais para o seguro agrícola

Em Caconde, produtores aguardam auxílio após terem cafezais queimados pelas geadas

Chuva de granizo, seca, geada e queimadas… As ações do clima sobre a produção agropecuária trazem de volta uma antiga discussão: a melhoria do seguro agrícola. De acordo com a FAESP (Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de São Paulo), o governo federal deverá disponibilizar no próximo ano cerca de 1 bilhão de reais para o seguro rural. Na região da Alta Mogiana paulista, as lavouras estão sofrendo como resultado do segundo ano de estiagem e da forte geada de julho. Para os produtores, o valor pago pelo seguro agrícola está muito longe do ideal.

Veja o que apurou nossa equipe de reportagem:

Notícias Relacionadas:

São Paulo deve receber chuvas em sequência até início de junho

São Paulo: início da primavera será marcado por retorno das chuvas

De acordo com a Somar Meteorologia, a expectativa é de que alguns municípios recebam mais de 25 milímetros

cesta de orgânicos organizar a cadeia

SENAR-SP disponibiliza 5 cursos para manejo de orgânicos

Atendendo as necessidades dos produtores, agricultura orgânica une ciência e tradição em cultivo sem produtos sintéticos

6 dicas para melhorar a segurança da sua propriedade

6 dicas para melhorar a segurança da sua propriedade

Comandante da Polícia Militar mostra como medidas simples podem aumentar a proteção do produtor rural