Café especial paga 4 vezes mais que o tradicional na Serra da Mantiqueira

Em Divinolândia (SP), a combinação entre microclima, altitude e associativismo tem fortalecido produção de café

Café especial paga 4 vezes mais que o tradicional na Serra da Mantiqueira

Cada vez mais valorizado pelos consumidores, o café especial tem se consolidado como uma opção bastante vantajosa especialmente aos pequenos produtores. Para o café de bica corrida, o mercado está pagando de 2 a 4 vezes mais em relação ao tradicional, como constatou nossa equipe de reportagem em visita ao município de Divinolândia, na região da Serra da Mantiqueira, em São Paulo.

“Fui ao bairro de Ribeirão de Santo Antônio ministrar um curso de classificação e degustação em 2017. Quando cheguei no alto da serra, na divisa de Divinolândia, parei o carro e pensei: temos aqui um grande potencial para cafés especiais”, lembrou Rômulo Buton, instrutor do SENAR-SP (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de São Paulo).

“Nós temos um microclima muito propício para a produção de café de qualidade, a gente tem uma altitude bem elevada, estamos acima 1200 metros, e um clima bem frio, que é propício para o café especial”, reforça Mariana Martins de Souza, produtora rural.

Na matéria exibida pelo Rural Notícias, você confere como o associativismo tem ajudado a fortalecer a cafeicultura local:

Notícias Relacionadas:

Em novo formato, Técnica Rural volta à programação neste domingo

Em novo formato, Técnica Rural volta à programação neste domingo

Com exibição às 6h30, o programa será dividido em 4 videoaulas sobre temas relevantes para produtor rural, sua família e propriedade

Com preço dos grãos elevados, fazer ração na propriedade pode ser seguro e barato

Com preço dos grãos elevado, fazer ração na propriedade pode ser seguro e barato

Especialistas alertam para que produtores atentem para a qualidade durante a busca por alternativas aos grãos

Confira 4 passos para iniciar uma horta orgânica

Confira 4 passos para iniciar uma horta orgânica

O cultivo no quintal ou propriedade rural tem funcionado como válvula de escape para passar o tempo na quarentena e até conseguir