Pular para o conteúdo

Sem autorização para vender produtos de origem animal, produtor se diz humilhado

Produtor de leite espera há 8 anos a implementação do Serviço de Inspeção Municipal na cidade de Conchas

Centenas de produtores do interior de São Paulo são obrigados a trabalhar na informalidade por que não têm autorização para vender produtos de origem animal. O pecuarista “Nelinho”, que faz queijo minas frescal no município de Conchas, espera há 8 anos que a prefeitura implemente o Serviço de Inspeção Municipal (SIM). A equipe da Família Nação Agro conversou com a Coordenadoria de Defesa Animal do estado, que afirma que o decreto que regula esse tipo de produto foi renovado e que está sendo analisado pelo novo governo. Veja a notícia completa no vídeo.

Deixe seu e-mail para acessar o conteúdo completo

O conteúdo Sem autorização para vender produtos de origem animal, produtor se diz humilhado é oferecimento exclusivo para assinantes da Família Nação Agro e Senar SP

Notícias Relacionadas

  • Boa noite
    Recentemente montei o sistema RAS (Sistema de Reaproveitamento de Água) para engorda de tilapias, na cidade de Porangaba-SP.
    São 12 tanques de alvenaria de 18 m3 cada.
    Utlizo 4 bombas d’água subermessa e 2 aeradores para fazer a movimentacao e oxigenação da água, respectivamente.
    Toda essa infraestrutura esta localizada dentro de um Loteamento; ocorre que recentemente fui me informar para obter o beneficio do produtor rural para reducao no custo da energia eletrica, pois o que tenho pago ultimamente tem consuido grande parte de lucro, para minha supresa informado que nao posso ter o beneficio porque pago IPTU e nao ITR.
    Diante do exposto, gostaria de uma orientacao de como devo proceder, pois no meu entendimento nao ha restrição de local para a realização de qualquer atividade rural,exceto aquela que possa pertubar eventuais a paz de vizinhos…. que nao é o neu caso.
    Agradeço e aguardo uma resposta.

    Adilson Saldanha

Deixe uma resposta