Produtor investe R$ 1 milhão em energia solar e agora pode ser taxado

Resolução da Aneel quer compensar os investimentos criados em infraestrutura pelas empresas distribuidoras de energia

placa de captação de energia solar

Uma resolução da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) pode trazer prejuízo aos produtores rurais que investiram em placas de energia solar. Como argumento, agência afirma que a ação é uma forma de compensar os investimentos criados em infraestrutura pelas empresas distribuidoras de energia e a política de subsídios do setor.

“A energia solar e os paineis se expandiram tanto que estão deixando um custo a ser pago para os outros consumidores. Então, o que a agência propôs é reavaliar a resolução para que a energia solar avance de maneira sustentável sem ocasionar custo para os demais consumidores”, disse o diretor geral da Aneel, André Pepitone.

A medida pode prejudicar empresas e agricultores que investiram neste tipo de energia limpa, como o Ernesto Gasparin, de Goiás. Ele gastava R$ 19 mil por mês de energia elétrica e resolveu investir R$ 1 milhão para baratear o custo e gerar energia própria.

“Na época foi um investimento muito caro mas hoje é compensatório. Só que com essas taxas que o povo tá pensando hoje, temos que pensar com um pé pra trás”, critica.

Notícias Relacionadas:

Tudo que você precisa saber sobre o Selo ARTE

Segundo o Ministério da Agricultura, mais de 200 mil produtores de queijo foram beneficiados até o momento

Grãos de café espalhados em mesa com xícara branca cheia de grãos

Mídias sociais aproximam cafeicultor de consumidor, aponta Sebrae

Gerente do Sebrae, Marcos Kremer falou sobre mudanças no mercado do café e como produtores trabalham no fortalecimento da cadeia

Três carreiras de grãos de café de cafeicultor de Caconde

Clima e mercado preocupam cafeicultor em Caconde

Presidente do sindicato rural de Caconde, Ademar Pereira, falou sobre como organização dos produtores tem fortalecido mercado do café