SENAR-SP: curso de batata orgânica impulsiona produtores no mercado

A demanda por orgânicos vem aumentando devido aos benefícios desses alimentos em relação aos convencionais

SENAR-SP: curso de batata orgânica impulsiona produtores no mercado

O cultivo e consumo de alimentos orgânicos vêm crescendo em todo o país e ganhando cada vez mais espaço no mercado. São Paulo, com expressiva presença no agronegócio brasileiro, é um dos estados protagonistas na produção de alimentos orgânicos, ocupando a terceira posição no ranking nacional, com 2.253 unidades produtoras de acordo com o levantamento federal.

Os alimentos apontados como mais consumidos no sistema de produção orgânica são frutas, legumes e hortaliças. Por isso, pensando na capacitação dos produtores rurais e na sustentabilidade dos processos produtivos, o SENAR-SP (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de São Paulo) iniciou o curso de “Cultivo de Batata Orgânica”.

Parceria com o SIRAN

Na semana passada, o primeiro módulo do programa “Batata Inglesa Orgânica” foi realizado em uma propriedade rural de Coroados (SP). Gratuita e com 15 vagas disponíveis, a ação é dividida em 11 encontros quinzenais, com 8 horas e duração cada, e vai até novembro. A iniciativa fruto de uma parceria entre SENAR-SP, SIRAN (Sindicato Rural da Alta Noroeste), prefeitura do município e a propriedade que já produz e comercializa itens orgânicos.

Os participantes receberão informações sobre preparo do solo, plantio de cultivares adaptadas à região, manejo e tratos culturais, pragas e doenças, manejo pré-colheita, colheita, comercialização e custos de produção.

As aulas serão ministradas na propriedade de Adriana e Nivaldo Suguimoto, produtores entusiasmados com orgânicos. “A gente percebe que o mundo inteiro está produzindo e consumindo alimentos orgânicos, pois são muitas as vantagens quando comparado aos métodos convencionais do mercado. Portanto, para nós, acaba sendo uma alternativa muito interessante, e a batata inglesa é um item muito requisitado pelos consumidores”, diz Adriana.

Nos 35 hectares do sítio Bela Vista, Adriana e o marido produzem mais de 40 tipos de verduras, legumes e frutas orgânicas. As vendas são feitas diretamente aos compradores e a entrega, por delivery, é feita para diversos municípios como Araçatuba, Bilac, Birigui, Clementina, Coroados e Piacatu, todos no interior paulista.

Fonte: SENAR-SP

Notícias Relacionadas:

Seguro rural: governo paulista não libera sua participação e preocupa produtores

Seguro rural: governo paulista não libera sua participação e preocupa produtores

Falta de repasse de recursos do governo de São Paulo e início do inverno ameaçam fruticultura em Indaiatuba

Técnica Rural: 3 coisas que você precisa aprender sobre organização comunitária

Técnica Rural: 3 coisas que você precisa aprender sobre organização comunitária

Assista a uma vídeo-aula exclusiva ministrada pelo SENAR-SP

Conheça 3 formas de manter pastagens disponíveis no inverno

Conheça 3 formas de manter pastagens no inverno

Instrutor do SENAR-SP mostra como é possível alimentar a boiada na estação mais fria do ano