Produtora cria fogão a lenha portátil com carrinho de mão e cupinzeiro

Agricultora de São Bento do Sapucaí (SP) também utilizou latas de conserva para construir a ‘engenhoca’ e poder torrar os grãos de café que produz

Forno-a-lenha-portátil

A produtora rural Rosana Barros, do sítio Engenho Velho-Delícias da Roça, em São Bento do Sapucaí (SP), encontrou uma solução criativa ao construir um fogão a lenha portátil. Ela usou um carrinho de mão, um cupinzeiro e latas de conserva para construir a ‘engenhoca’ e poder torrar os grãos de café que ela própria produz.

Ela conta que tem o hábito de observar a natureza e procura extrair o máximo de materiais disponíveis para usar em sua propriedade rural. Ela afirma que decidiu utilizar o cupinzeiro para fazer o forno em razão da consistência firme e da resistência ao fogo, e também por ser algo já existente na propriedade.

Além de produzir o próprio café e vendê-lo em seu sítio, Rosana também trabalha com turismo rural. Quem passa pela divisa entre São Paulo e Minas Gerais pode acompanhar a rotina do sítio, onde também são produzidos outros itens, comercializados em uma pequena venda. Além do café, o visitante pode encontrar açúcar mascavo, melaço e paçoca de amendoim, todos obtidos ali mesmo na propriedade. 

Veja a reportagem completa!

Notícias Relacionadas:

Mais de 197 mil agricultores familiares vão receber benefício do Garantia-Safra de 2019/20

Mais de 197 mil agricultores familiares vão receber benefício do Garantia-Safra de 2019/20

O benefício será pago em parcela única de R$ 850 para agricultores de 249 municípios em oito estados

Covid-19: 3 dicas para evitar contaminações com maquinário e equipamentos agrícolas

Covid-19: 3 dicas para evitar contaminações com maquinário e equipamentos agrícolas

O SENAR-SP lançou uma cartilha com dicas para orientar o produtor a preservar sua saúde, de sua família e colaboradores no meio

Isenção de ICMS garante atividades do agro e estabilidade dos preços de alimentos, diz FAESP

Isenção de ICMS garante atividades do agro e estabilidade dos preços de alimentos, diz FAESP

A revogação do aumento de ICMS oficializada hoje, 15, pelo governo paulista foi recebida positivamente pela entidade