Aftosa: fim da imunização no Paraná preocupa Santa Catarina

Ministério da Agricultura afirma que a retirada da vacinação contra aftosa no Paraná não representa perigo já que a doença está erradicada em todo território nacional

cattle-1600877_1280

O fim da imunização contra febre aftosa no Paraná vem gerando insegurança entre os produtores rurais, especialmente em Santa Catarina. O secretário de agricultura do estado, Ricardo Gouvêa, fala até em importar cães farejadores para intensificar a fiscalização em aeroportos e rodovias. Já o Ministério da Agricultura afirma que a retirada da vacinação contra febre aftosa não representa perigo uma vez que a doença está erradicada em todo território nacional.

Notícias Relacionadas:

Cobrança de ICMS no leite pasteurizado em São Paulo deve afetar 6 mil produtores

Cobrança de ICMS no leite pasteurizado em São Paulo deve afetar 6 mil produtores

Medida contestada pelos pecuaristas pode causar alta nos custos da produção e, como consequência, impactar nos preços para o consumidor

São Paulo registra recorde anual de vacinação contra brucelose, com 95,71% das fêmeas bovídeas vacinadas em 2020

Instituto Biológico aumentou em 20% sua produção de antígenos para diagnóstico de brucelose e tuberculose em animais

Mais de 197 mil agricultores familiares vão receber benefício do Garantia-Safra de 2019/20

Mais de 197 mil agricultores familiares vão receber benefício do Garantia-Safra de 2019/20

O benefício será pago em parcela única de R$ 850 para agricultores de 249 municípios em oito estados