A vaca do futuro virá da genética girolando

Dentre as diversas características de funcionalidade do gado girolando pode-se destacar a produtividade, a rusticidade, a precocidade, a longevidade e a fertilidade, além da alta capacidade de adaptação a diferentes tipos de manejo e clima

vaca girolano no rebanho

Os trabalhos de tropicalização da agricultura e da pecuária não param. Esse tem sido o papel da Embrapa desde a sua criação na década de 1970. A busca por animais adaptados e eficientes para os trópicos vem de longe. Para a produção de leite, o cruzamento das raças europeias com as zebuínas vem sendo testada há décadas. A eficiência da raça holandesa com a rusticidade das zebuínas encontrou no girolando uma ferramenta que deu certo. Os primeiros experimentos começaram por volta de 1940 e 1950.

Com as ferramentas da engenharia genética e uso da informática é possível acelerar o melhoramento genético. De acordo com o pesquisador Marcos Vinícius, da Embrapa Gado de Leite a “vaca do futuro” virá de algum grau de sangue girolando.

Acompanhe a entrevista ao jornalista Tobias Ferraz.

Notícias Relacionadas:

Produtores buscam capacitação para diversificar turismo rural em Ubatuba

Em Dia de Campo Seguro, agricultores revelaram interesse em cursos de profissionalização em artesanato e gastronomia

Vacinação de bovinos e bubalinos contra febre aftosa

Campanha de vacinação contra febre aftosa começa em 1º de novembro

Devem ser vacinados bovinos e bubalinos com idades entre 0 e 24 meses

Parreiras em Itobi são opção de turismo rural

Sebrae-SP dá dicas para produtor arrecadar com turismo rural

Em Itobi (SP), Dia de Campo Seguro mostrou opções de atividades para produtor aumentar a renda de sua propriedade com turismo rural