China abre mercado para derivados de leite

País habilitou 24 estabelecimentos brasileiros para exportação de produtos como queijo e leite em pó. Abertura deve incentivar cadeia produtiva

Fonte: Pixabay

A ministra da agricultura Tereza Cristina anunciou hoje a abertura da China para produtos lácteos brasileiros. Com isso, 24 estabelecimentos nacionais ficam habilitados a exportar
itens como queijos e leite em pó.

Pelo twitter, a ministra comemorou a conquista. “Notícia excelente para o setor leiteiro”,escreveu.

Para a ministra, a abertura vai impulsionar a cadeia produtora, que vive um momento de perdas de R$0,30 no litro do leite.  O país tem 1,2 milhão de pequenos produtores.

A certificação para vender para a China fazia parte de um acordo de 2007, mas até
agora nenhum estabelecimento estava autorizado a exportar.

Segundo o Ministério da Agricultura, o Brasil produz 600 mil toneladas de leite em pó
e os chineses são os maiores importadores do mundo, com 800 mil toneladas importadas.

Com a mudança, A Viva Lácteos, Associação Brasileira de Laticínios, espera exportar
US$ 4,5 milhões em queijos e leite em pó.

Notícias Relacionadas:

SENAR-SP: curso de artesanato com folhas gera oportunidades a produtores

SENAR-SP: curso de artesanato com folhas gera oportunidades a produtores

Além de trazer uma nova fonte de renda para o meio rural, programa de ensino proporciona o resgate cultural às regiões

SENAR-SP explica o que fazer para obter mais vacas em lactação

SENAR-SP explica o que fazer para obter mais vacas em lactação

Número de animais em condições para produção de leite determina rendimento da propriedade

Saiba como conseguir qualidade em cafés naturais

Saiba como conseguir qualidade em cafés naturais

Com a safra castigada pela estiagem do ano anterior, agricultor precisa extrair produtos de alto nível para melhorar renda