Mercado de cana-de-açúcar foi tema de evento em Ourinhos

Presidente do sindicato rural de Ourinhos (SP), Eduardo Luiz Bicudo comentou a importância da tecnologia no mercado de cana

Pedaços de cana verdes, amarelos e marrons em mercado de cana

O futuro do mercado de cana-de-açúcar foi um dos assuntos do Dia de Campo Seguro realizado nesta terça-feira, 15, em Ourinhos (SP).

O evento é uma ação do Família Nação Agro, projeto do Sistema FAESP/SENAR-SP para capacitar, promover e incentivar o produtor rural de São Paulo.

Em sua palestra, o engenheiro agrônomo José Luís Coelho falou sobre como o uso da tecnologia pode ajudar a aumentar o potencial de produção de cana e leite.

De acordo com o especialista, é possível superar a média de 60 toneladas de cana produzidas por hectare ao ano e ultrapassar até 200 toneladas.

Aliás, a melhora nos resultados passa justamente pelos cursos oferecidos pelo SENAR-SP (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de São Paulo).

“Aqui no sindicato já passaram pelos cursos do SENAR-SP mais de 15.600 alunos”, disse Eduardo Luiz Bicudo, presidente do sindicato rural de Ourinhos.

Desta forma, Bicudo estima que se 10% dos alunos conseguirem viver destes aprendizados será importante para tanto para eles quanto para o Brasil.

Abaixo, você pode assistir à entrevista completa no vídeo do Mercado & Companhia, o jornal do Canal Rural:

Além do mercado de cana, José Luís Coelho abordou o potencial do agronegócio brasileiro para um crescimento sustentável.

Notícias Relacionadas:

3 lições que o SENAR-SP dá a jovens empreendedores rurais

3 lições que o SENAR-SP dá a jovens empreendedores rurais

Programa oferece conhecimentos sobre educação socioambiental, convivência profissional e negócios

Sindicato rural de Cruzeiro celebra capacitação de produtores para turismo rural

Sindicato rural de Cruzeiro celebra capacitação de produtores para turismo rural

Caravana no município paulista ofereceu dicas sobre marketing no turismo rural e soluções digitais

Turismo rural: caravana ensina a alcançar visitantes com marketing da propriedade

Segundo consultor do Sebrae-SP, 76% dos turistas consideram importante soluções digitais no turismo rural