Entenda as regras de rastreabilidade para uso de defensivos agrícolas

A Instrução Normativa, que entra em vigor no dia 1º agosto, exige que o produtor rural anote as aplicações e guarde as notas fiscais dos produtos químicos

Fonte: Pixabay

As regras de rastreabilidade de frutas e hortaliças estabelecidas na Instrução Normativa 02/2018 preveem uma série de informações nos rótulos das embalagens. Para o primeiro grupo (maçã, uva, batata, tomate, citros, alface e outros) as exigências começam a valer no dia 1º de agosto. O engenheiro agrônomo Sérgio Ishicava, da Coordenadoria de Desenvolvimento Rural Sustentável do Estado de São Paulo, alerta para a necessidade de anotar as datas das aplicações e o defensivo agrícola usado, além de guardar as notas fiscais por um período mínimo. O assunto é tema da Caravana Família Nação Agro, que acontece nesta quarta-feira, dia 10, em Vera Cruz, no interior de São Paulo.

 

Notícias Relacionadas:

Seguro rural: governo paulista não libera sua participação e preocupa produtores

Seguro rural: governo paulista não libera sua participação e preocupa produtores

Falta de repasse de recursos do governo de São Paulo e início do inverno ameaçam fruticultura em Indaiatuba

Técnica Rural: 3 coisas que você precisa aprender sobre organização comunitária

Técnica Rural: 3 coisas que você precisa aprender sobre organização comunitária

Assista a uma vídeo-aula exclusiva ministrada pelo SENAR-SP

Conheça 3 formas de manter pastagens disponíveis no inverno

Conheça 3 formas de manter pastagens no inverno

Instrutor do SENAR-SP mostra como é possível alimentar a boiada na estação mais fria do ano