Tudo que você precisa saber para montar um sistema de hidroponia

Dicas práticas preparadas pelo Sebrae auxiliam produtor a investir e ter sucesso no cultivo de plantas sem o uso do solo

Tudo que você precisa saber para montar um sistema de hidroponia

Hidroponia é um negócio que está relacionado à qualidade de vida e a produção de alimentos saudáveis de forma eficiente. É caracterizada pelo cultivo de plantas sem a necessidade de terra. As plantas ficam com as raízes imersas dentro da água, onde são adicionados fertilizantes para alimentar a planta. A técnica permite cultivar qualquer espécie de planta. Alface e tomate são as culturas mais difundidas.

Mercado

É crescente o número de agricultores que vêm preferindo utilizar sistemas hidropônicos de cultivo. Nos últimos anos, o aumento do mercado, tem ajudado o desenvolvimento de novas técnicas de cultivo, assim como, novos recursos e tecnologias sobre o assunto.

Dentre as vantagens desse, destacam-se:

  • Menor consumo de água e de fertilizantes
  • Melhor controle fitossanitário
  • Dispensa rotação de cultura
  • Redução de riscos climáticos
  • Produção fora de época
  • Melhor qualidade e preço do produto
  • Produção próximo ao consumo
  • Maiores higienização e controle da produção
  • Estão eliminadas operações como aração, capita, coveamento
  • Pode ser realizada em qualquer local, mesmo onde o solo é ruim para a agricultura
  • Rápido retorno do capital

Localização

A localização do terreno onde será instalada a hidroponicultura é fator muito importante para o negócio. Deve estar localizado em área não muito distante do mercado consumidor, porque quanto mais distante maior o valor do frete.

A infraestrutura disponível no local é fundamental, como energia elétrica e água de boa qualidade.

Exigências legais e específicas

O produtor rural pode explorar a atividade de duas formas:

  • Pessoa Física: denominado empresário rural
  • Pessoa Jurídica: na forma de Sociedade Empresária Rural

O registro do empresário rural e da sociedade empresaria rural é facultativo na Junta Comercial.

Caso a atividade seja exercida através de uma Sociedade Empresaria Rural, é necessário contratar um contador profissional para legalizar o empreendimento nos seguintes órgãos: – Secretaria da Receita Federal (CNPJ);

– Secretaria Estadual de Fazenda;

– Prefeitura do Município para obter o alvará de funcionamento;

– Registro no Ministério da Saúde (se houver a produção de alimentos);

– Conselho Regional de Química;

– Enquadramento na Entidade Sindical Patronal (a empresa ficará obrigada a recolher por ocasião da Constituição e até o dia 31 de janeiro de cada ano a Contribuição Sindical Patronal);

– Inscrição como produtor rural na unidade fazendária;

– Cadastramento junto à Caixa Econômica Federal no sistema “Conectividade Social – INSS/FGTS”.

– Corpo de Bombeiros Militar.

Não há uma legislação específica para a hidroponia como cultivo de plantas sem solo, estando então, o empreendedor, dispensado de registros específicos referentes à prática hidropônica. Mas, mesmo não tendo uma legislação vigente característica para a hidroponia, o fato de esta prática ser um tipo de cultivo de planta, necessita-se dos registros específicos à prática de agricultura.

A maioria dos cultivos hidropônicos utiliza agentes químicos ou físico-químicos no processo de obtenção de seus produtos. Desta forma, tem-se a necessidade de Responsabilidade Técnica, devendo o estabelecimento manter um técnico habilitado junto a Conselho Regional de Química, com registro de pessoa jurídica junto ao Conselho de Classe. Além destas regulamentações referentes ao técnico químico, à vigilância sanitária e às conformidades dos produtos, deve-se ter conhecimento e exigir do fornecedor das matérias-primas informações relativas a sua composição.

A solução nutritiva que realiza a nutrição das plantas em substituição ao solo, tão importante ao cultivo hidropônico, contém componentes químicos, os quais necessitam de registro específico. A legislação referente aos fertilizantes minerais presentes na solução nutritiva tem sua legislação especifica descrita na Instrução Normativa n.5 de 23 de fevereiro de 2007, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (BRASIL, 2007).

Dentre outros normativos aplicáveis à atividade destacamos:

A Lei 10.165 de 12/2000 dispõe sobre a Política Nacional do Meio Ambiente, seus fins e mecanismos de formulação e aplicação.

A Lei 7.754 de 04/1989 estabelece medidas para a proteção das florestas existentes nas nascentes dos rios e dá outras providências.

A Lei 9.605 de 02/1998 dispõe sobre as sanções penais e administrativas derivadas de condutas e atividades lesivas ao meio-ambiente; foi alterada pela Lei 9.985/2000 e MP 2.163/2001.

O Sebrae local poderá ser consultado para orientação.

Estrutura

Existem projetos hidropônicos de diversos portes, desde aqueles que utilizam uma pequena estrutura até sistemas mais sofisticados, com uso de sensores e controladores que comandam o fornecimento da solução nutritiva, climatização e modificação atmosférica da Casa de Vegetação.

Por isso, antes da instalação da estrutura física o empreendedor deve responder algumas questões principais:

  • O que será produzido?
  • Onde será produzido?
  • Qual o tipo de sistema hidropônico a ser utilizado?
  • Qual o volume de produção desejado?
  • Qual o orçamento disponível?

Pessoal

A quantidade de profissionais está relacionada ao porte do empreendimento. Para uma hidroponicultura de pequeno porte pode-se começar com o próprio empreendedor e um ajudante, pois um único empregado pode cuidar de mais de 10.000 plantas.

A hidroponia trabalha com uma tecnologia moderna, porém de fácil acesso ao agricultor interessado. Ele poderá conhecer a metodologia através de apostilas, fitas de vídeo, DVDs, ou visitar universidades e hidroponias já instaladas e em funcionamento.

Equipamentos

Os equipamentos necessários para a instalação da hidroponicultura estão relacionados ao processo produtivo que será adotado pelo empreendedor.

Existem desde projetos de hidroponia sofisticados até os bem simples e de fácil construção, onde os materiais podem ser adaptados com diversos recursos alternativos (bambu, garrafas PET, eucalipto, concreto, etc.).

Apresentamos a seguir os equipamentos necessários para a construção de um pequeno projeto hidropônico no sistema NFT, com a utilização de espuma fenólica e perfis de polipropileno para produção de alface ou outra folhosa:

  • Casa de Vegetação – Parte aérea de 7m x 21m – cobertura c/ filme de polietileno (PE), policloreto de vinila (PVC) ou outros;
  • Perfis pequenos TP58de 4,75m c/ furo;
  • Perfis TP 90de 4,75m c/ furo;
  • Tampões entrada para perfil TP58
  • Perfil de recolhimento TP58 de 0,80m com 9 encaixes
  • Tampões para perfil TP 90 P
  • Perfil de recolhimento TP90 de 1, 50m com 7 encaixes
  • Sistema injetor de solução
  • Canos em PP especial 50 mm x 6m
  • Canos em PP especial 25 mm x 6m
  • Perfil base de bancada – barras de 0,70 m Pés da bancada de 1,20m para berçário
  • Perfil base de bancada – barras de 1,40 m
  • Perfil base travamento – barras de 1,00 m;
  • Pés da bancada de 1,20m para final
  • Bomba centrifuga (1/2 H.P.)
  • Timer digital multiprogramável
  • Reservatório 1.500 L em fibra de vidro
  • Registro de esfera (25mm)
  • Para administração e controle do negócio é desejável que o estabelecimento possua os seguintes equipamentos:
  • – um microcomputador completo;
  • – uma impressora;
  • – uma linha telefônica;
  • – acesso à internet;
  • – mesas, cadeiras, estantes, armários – de acordo com a necessidade;
  • – veículo para transporte,que pode ser comprado, alugado ou usado de forma compartilhada com outros agricultores.

Matéria Prima/Mercadoria

A gestão de estoques no varejo é a procura do constante equilíbrio entre a oferta e a demanda. Este equilíbrio deve ser sistematicamente aferido através de, entre outros, os seguintes três importantes indicadores de desempenho:

Giro dos estoques: o giro dos estoques é um indicador do número de vezes em que o capital investido em estoques é recuperado através das vendas. Usualmente é medido em base anual e tem a característica de representar o que aconteceu no passado.

Organização do Processo Produtivo

Os processos de uma hidroponicultura são divididos em:

1. Produção – Compreende as atividades de preparação e manutenção do ambiente, produção de mudas, plantio, controle de doenças e pragas, colheita e embalagem dos produtos.

2. Administração e Vendas – responsáveis pela gerência e controle das atividades administrativas da hidroponicultura e geralmente é exercido pelo proprietário. Engloba as atividades de vendas e relacionamento com clientes, vistas como fundamentais para o sucesso do negócio.

Automação

No processo de produção prevalecem as atividades manuais e mecânicas. Contudo estruturas sofisticadas utilizam mecanismos automáticos que efetuam as operações de manejo (abertura ou fechamento de cortinas e de telas de controle de radiação); sensores e controladores que comandam o fornecimento da solução nutritiva, climatização e modificação atmosférica interna, através da interação com sistema de aquisição de dados, etc.

Canais de Distribuição

Pequenos negócios contam com canais de distribuição simplificados. Geralmente a produção é escoada por meio de venda direta em feira livre, ou através de distribuidores, centrais de abastecimento (CEASAS), restaurantes, hotéis ou revendedores (supermercados, mercearias, hortifrutis, etc.) da região.

Também é comum o atendimento de pedidos por telefone, e aplicativo (WhatsApp) e entrega à domicílio.

Para mais informações e orientações sobre hidroponia, acesse o site do Sebrae:

https://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/ideias/como-montar-uma-hidroponia,02387a51b9105410VgnVCM1000003b74010aRCRD

Notícias Relacionadas:

Caravana do SENAR-SP ensinará como obter renda através da recuperação florestal

Caravana do SENAR-SP ensinará como obter renda por meio da recuperação florestal

Programa será transmitido na quarta-feira (20), às 14h, ao vivo pelo YouTube do Canal Rural

SP: semana começa com queda de 1,7% no preço do boi gordo

SP: semana começa com queda de 1,7% no preço do boi gordo

Valores do café arábica, laranja e tilápia também sofreram reduções

São Paulo: chuvas retornam ao estado no próximo fim de semana

São Paulo: chuvas retornam ao estado no próximo fim de semana

Meio da semana será de tempo seco e favorável para produtor ir ao campo plantar e colher