Veja 5 dicas para melhorar o desempenho do cavalo na pista

Instrutor do SENAR-SP, Leonardo Feitosa explica que a doma racional é um método de treinamento que observa o bem-estar animal

doma-racional-cavalo-foto

Doma Racional é uma técnica de adestramento que observa a linguagem corporal do cavalo para se comunicar. A prática usa o raciocínio do animal para fazer com que ele aprenda a seguir comandos de forma espontânea. Enquanto isso, o domador observa os sinais enviados pelo cavalo e conduz o aprendizado respeitando o bem-estar do animal.

À equipe do Canal Rural, o instrutor do SENAR-SP, Leonardo Feitosa, mostrou como ter sucesso neste processo, desde o momento da doma com cabresto até a montaria com sela. O especialista revela utilizar o método da Doma India, dedicando atenção especial na criação de uma relação de confiança, lealdade e trabalho em equipe junto ao equino.

Abaixo, você confere as dicas do domador para iniciar o adestramento:

Conheça os equipamentos

Para fazer a doma, cabresto e luvas são os primeiros itens essenciais. Afinal, para o caso de animais xucros, Feitosa indica o uso de um cabresto especial, que proporciona mais controle sobre o animal. Já o stick, a corda chata e o gancho facilitam o contato com o cavalo e dão maior proteção ao adestrador.

Faça a doma no redondel

Na natureza, o cavalo é uma presa, o que faz com que ele procure escapar na maioria das situações em que há aproximação a ele. Porém, com um espaço reduzido, é possível encurtar a distância em relação ao animal, acostumá-lo com a presença humana e evitar suas tentativas de fuga.

Ganhe a confiança do animal

Os equinos possuem visual monocular. Por isso, é preciso treinar seus movimentos pelo lado direito e esquerdo, pois assim ele compreende melhor os movimentos e se adapta ao trato do treinador. Além disso, deve-se tratar o animal com carinho, atenção e cuidado para não fazer com que ele se sinta preso ou agarrado, situações que despertam seu instinto de sobrevivência.

Estabeleça hierarquia

O animal deve obedecer a uma hierarquia, como acontece em seu habitat natural. Feitosa explica que é necessário tocar as mãos em partes específicas do corpo do bicho, como outro cavalo faria com a cabeça. Assim se firma uma cadeia de comando.

Cuidado com a nutrição

Antes do treino, o cavalo deve receber alimentação volumosa de qualidade e ter ração à disposição o máximo de vezes possível. No entanto, é preciso cuidado com o período de digestão antes de ir à pista. O animal demora em média 1 hora para digerir cada quilo de concentrado consumido. 

Para mais dicas de doma racional, assista ao vídeo completo do Técnica Rural:

O projeto Família Nação Agro é uma iniciativa do Sistema FAESP/SENAR-SP para capacitar, promover e incentivar o produtor rural do estado de São Paulo.

Notícias Relacionadas:

Turismo rural

Família Nação Agro traz novos debates sobre turismo rural e doma racional

Nesta semana, iniciativa do Sistema FAESP/SENAR-SP esteve nos municípios de Itobi e Nuporanga

Produtores buscam capacitação para diversificar turismo rural em Ubatuba

Em Dia de Campo Seguro, agricultores revelaram interesse em cursos de profissionalização em artesanato e gastronomia

Vacinação de bovinos e bubalinos contra febre aftosa

Campanha de vacinação contra febre aftosa começa em 1º de novembro

Devem ser vacinados bovinos e bubalinos com idades entre 0 e 24 meses