Produtividade da beterraba – 80 toneladas por hectare

Produtores de São José do Rio Pardo relatam aumento na produtividade da beterraba através do uso de tecnologia e agricultura de precisão

beterraba com boa produtividade

A tecnologia está cada vez mais presente no campo. Muito se ouve falar na agricultura 4.0 e 5.0. A conectividade, juntamente com isso, as ferramentas digitais, são a solução para o futuro do agronegócio. No cultivo de raízes, por exemplo, é possível aumentar a produtividade da beterraba com a agricultura de precisão, chegando a colher até 80 toneladas por hectare.

Neste sentido, produtores do município de São José do Rio Pardo, interior de São Paulo, têm buscado o uso dessas ferramentas tecnológicas para aumentar os lucros no campo. De acordo com Claudinei Minussi, presidente do sindicato rural de São José do Rio Pardo, na última década, a produtividade da beterraba aumentou de maneira impressionante.

“De dez anos para cá, com a tecnologia chegando, tanto na parte de plantio com precisão, como irrigação com pivô central e toda parte de tecnologia nas pulverizações, hoje, nós chegamos, em menos de 10 anos, a aumentar em quase 100% a produção da beterraba”, comentou.

São José do Rio Pardo, recebeu o Dia de Campo Seguro, um evento que faz parte do Projeto Família Nação Agro, realizado pelo Canal Rural e pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) de São Paulo.

 

5 coisas que você precisa saber para garantir a produtividade da beterraba

 

1) Plantio: ano todo em áreas acima de 800 metros de altitude e de clima frio;

2) Solo: leve, com boa drenagem;

3) Temperatura ideal: na faixa de 10 a 20 graus;

4) Colheita: de 70 a 100 dias após o início do plantio;

5) Área mínima: pequenos canteiros e caixotes.

 

Tecnologia para escoar a produção durante a pandemia

 

A princípio, a crise mundial causada pela pandemia do novo coronavírus parecia ser algo passageiro. Contudo, os meses foram avançando e a Covid-19 foi se espalhando, principalmente , aqui no Brasil.

Com isso, muitos produtores têm usado da criatividade para garantir a renda da família neste período de crise. Assim sendo, as vendas online são uma das saídas para escoar a produção, já que a agricultura familiar depende bastante do fornecimento de merenda escolar e, durante este período, as aulas foram suspensas.

Além disso, bares e restaurantes ainda continuam fechados em vários municípios do interior dos estados. Desta forma, utilizar ferramentas como site de vendas e até mesmo o celular pode ser uma alternativa eficiente para colocar comida na mesa.

Notícias Relacionadas:

Carrapato do bovino: saiba o que é preciso para um controle efetivo do parasita no rebanho leiteiro

Carrapato do bovino: saiba o que é preciso para um controle efetivo do parasita no rebanho leiteiro

Secretaria de Agricultura orienta pecuaristas e desenvolve estudos para controle do carrapato com o uso de produto natural e controle biológico

Cafés especiais proporcionam inúmeras experiências sensoriais aos consumidores

Cafés especiais proporcionam inúmeras experiências sensoriais aos consumidores

De olho no mercado de café, cafeicultores brasileiros vêm investindo na produção de cafés especiais em busca de maior retorno financeiro

FAESP busca isenção de ICMS para leite

FAESP busca isenção de ICMS para leite

A saída do produto cru e pasteurizado, que era isenta, passará a ser tributada em 4,14%