frutas variadas

CEAGESP divulga produtos com preços atrativos 

Limão taiti e beterraba estão mais em conta esta semana 

Semanalmente, a CEAGESP (Companhia de Entreposto e Armazéns Gerais de São Paulo) prepara uma lista com produtos com os preços no atacado em baixa, estáveis ou em alta, para você se alimentar bem e economizar mais.

Confira a lista dos produtos:

PRODUTOS COM PREÇOS EM BAIXA

Mamão formosa, melancia, limão taiti, laranja pera, mamão papaya, banana prata sp, manga tommy, pinha, goiaba vermelha, goiaba branca, coco verde, cenoura, chuchu, pimentão verde, pepino comum, pepino caipira, beterraba, berinjela, batata doce rosada, mandioca, cenoura com folha, brócolis ninja, beterraba com folha, salsa, alface lisa, alface crespa, coentro, repolho verde, cebolinha, couve manteiga, agrião, espinafre, acelga, nabo, manjericão, cebola nacional, coco seco, batata lavada e canjica.

PRODUTOS COM PREÇOS ESTÁVEIS

Pêssego nacional, morango, manga palmer, banana nanica, melão amarelo, pera importada, maracujá doce, figo roxo, carambola, uva itália, abobrinha brasileira, quiabo, tomate, abóbora moranga, pepino japonês, abóbora seca, abóbora japonesa, abóbora paulista, salsão, repolho roxo, rabanete, brócolis comum, cebola roxa, e batata escovada.

PRODUTOS COM PREÇOS EM ALTA

Tangerina murcot, laranja lima, abacate breda, maracujá azedo, uva niágara, mangahaden, abacate quintal, caju, maçã fuji, maçã importada, alcachofra, ervilha torta, abobrinha italiana, pimentão vermelho, cará, pimentão amarelo, mandioquinha, cará, inhame, vagem macarrão e alho nacional.

Notícias Relacionadas:

pé de abacateiro para polinização do abacate

Polinização com abelhas aumenta produtividade do abacate

A técnica da polinização garante qualidade na produção do abacate, mesmo em período de seca; tema faz parte do Dia de Campo

Fábio Meirelles foi releito presidente da Faesp

DIA 10 DE JULHO: HOMENAGEM AO PRESIDENTE FÁBIO MEIRELLES

Repetindo o seu lema: PLANTE, CULTIVE E COLHA A PAZ

Própolis auxilia na imunidade e demanda cresce durante pandemia

O produto misturado ao mel tem ação antibactericida; com o mercado aquecido, produtores devem buscar capacitação técnica para aumentar a produção